O hospital de Vila Franca de Xira recebeu 33 pessoas infectadas com a bactéria Legionella, causadora da doença do Legionário. Os pacientes vêm, segundo o jornal Público, das freguesias de Vialonga, Póvoa de santa Iria, Forte da Casa (VF Xira), Samora Correia (Benavente) e ainda Bucelas (Loures). A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira emitiu um comunicado recomendando que não se bebesse água da torneira, uma vez que existia esta suspeita de foco, depois de recebidos os primeiros casos vindos do próprio concelho. Ao mesmo tempo, o município anunciou a realização de análises à água por parte dos Serviços Municipalizados. Contudo, o facto de a transmissão acontecer por via respiratória e o facto de terem chegado pacientes de outros concelhos já apontavam a ar condicionado como a mais provável.

Publicidade
Publicidade

Ao final do dia, a Câmara vila-franquense afastou assertivamente a possibilidade de contaminação através da água da rede pública.

O presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, Mário Jorge Santos, já havia alvitrado esta mesma hipótese. Santos apontou à agência Lusa que o número de casos surgidos num só dia indicia esta última situação, sendo que a propagação pelo duche não suscita tantos casos. A bactéria Legionella não é contagiosa entre pessoas, sendo transmitida pela inalação de gotículas, invisíveis à vista desarmada, vindas de sistemas de refrigeração sem manutenção.

Aparentemente, só o Diário de Notícias colocou a questão de saber se as 33 pessoas infectadas estiveram todas, ou se passaram, por um determinado edifício com ar condicionado, que tenha servido de foco comum a todos. Mas o generalista de Lisboa aponta apenas que "ainda não foi estabelecer um elemento de ligação entre os infectados", sem explicar o motivo de não ter sido possível, por exemplo, perguntar a cada um dos que não estão em estado grave, e que estejam em condições de esclarecer, os locais por onde tenham estado.

Pelas 20 horas, também o hospital vila-franquense emitiu um comunicado, esclarecendo a situação relativa à bactéria, apontando para apenas 27 o número de pessoas doentes, e acrescentando que sete dos pacientes estão em Cuidados Intensivos - um deles está em estado grave.


A doença do legionário é um tipo de pneumonia cujos sintomas podem incluir febres, tosse, náuseas e dores musculares, podendo causar complicações mais graves em pacientes com imunidade. Ainda de acordo com o jornal online Observador, os pacientes têm entre os 30 e os 80 anos de idade, sendo a doença naturalmente mais perigosa para os infectados com mais idade e um sistema imunitário mais fragilizado. O tratamento é à base de antibióticos.