A última erupção do vulcão da ilha do Fogo, em Cabo Verde, foi em 1995, não existindo na altura os instrumentos científicos de vigilância do vulcão que existem nos dias de hoje. Passados 19 anos, o vulcão voltou a entrar em erupção na manhã do dia 23 de Novembro. Nos dias anteriores à erupção, após vários sismos ocorridos, a actividade do vulcão começou a aumentar tendo-se registado outro forte abalo sísmico pelas 9h. Às10h o vulcão acordou de vez, libertando fumos e lava.

Parte dos habitantes de Chã das Caldeiras, uma aldeia dentro da cratera do vulcão, com cerca de mil pessoas, teve de ser evacuada do local. Correndo a lava em duas frentes, foi cortada a estrada principal e a via alternativa para Chã das Caldeiras.

Publicidade
Publicidade

O governo do país declarou a situação de "contingência" nas ilhas do Fogo e da Brava, o que implicou colocar em prática medidas de protecção civil. Apesar de todos os estragos e incómodos causados, mas dada a criação de uma rede de monitorização que foi aumentada e melhorada desde a erupção de 1995, e tendo sido detectados sinais com quase um mês de antecedência, o vulcão do Fogo não apanhou toda a população desprevenida.

A comunidade aeronáutica internacional foi alertada para que os aviões desviassem a rota quando passassem pelo espaço aéreo do arquipélago, dado que as cinzas do vulcão já tinham chegado aos 4500 metros de altitude. Mas, na sequência das sucessivas erupções vulcânicas, o primeiro-ministro de Cabo Verde considerou que a ilha do Fogo se encontra numa situação de catástrofe.

Publicidade

Devido à escoação da lava, para além das estradas, foram destruídas várias casas, surgindo igualmente problemas com as comunicações.

Situação Atual

Verificou-se a ocorrência de uma grande explosão de lava no vulcão. As sete bocas da erupção vulcânica uniram-se numa só, provocando uma forte explosão de lava com a torrente a ter cerca de um quilómetro de largura. A torrente que se estendia inicialmente por 600 metros de largura e 4,5 quilómetros de comprimento, aumentou significativamente, colocando em perigo a povoação de Portela, em plena Chã das Caldeiras, que continua em risco iminente de ser engolida pelas lavas. Dezenas de populares tentam salvar os bens.

Ajuda Internacional

  • Apoio da ONU - disponibilidade para ajuda manifestada pelo Governo Regional dos Açores, Angola, Espanha (através das Canárias), dos Estados Unidos e das várias comunidades cabo-verdianas espalhadas pelo mundo
  • Portugal disponibilizou ontem, dia 27, uma fragata para apoiar os esforços de combate às consequências da erupção vulcânica, com apoio humanitário, meios materiais e humanos e um conjunto de telefones satélite

Outros dados relevantes #Natureza

  • Desde o século XV, foram identificadas 28 erupções do vulcão da ilha do Fogo, incluindo a actual.
  • No século XX ocorreram duas: 1995 e 1951.
  • As erupções, em média, ocorrem com intervalos de 20 anos e com duração de cerca de dois meses.