Segundo o Correio da Manhã, nos EUA, Dylan Siegel estava decidido a ajudar o melhor amigo, Jonah Pournazarian, a quem foi diagnosticado uma Glicogenose tipo I. Por essa razão escreveu, há dois anos, um livro chamado 'Chocolate Bar, the Book' (Barra de Chocolate, o Livro). A iniciativa já rendeu, até agora, cerca de 800 mil euros!

Para a medicina

O jornal adianta ainda que as receitas revertem a favor de um centro de investigação na Universidade da Flórida, nos Estados Unido. Este centro procura uma cura para a Glicogenose tipo I, a qual afecta o fígado, um dos órgãos principais ao bom funcionamento do organismo humano. Existe portanto um ganho favorável para a medicina, o qual, apesar de ser pouco, é já uma grande contribuição para o futuro.

Para as pessoas

Exemplos destes são cada vez mais raros, numa realidade onde as pessoas olham cada vez mais para si próprias e tendem a ignorar o que se passa à sua volta, desvalorizando os problemas alheios. A história destes dois pequenos amigos vem mostrar que quando há vontade de ver aquilo que realmente importa, há fé para superar os obstáculos. Histórias como esta devem ser alvo de reflexão e tidas como as melhores lições de vida, sobretudo nesta altura do ano quando se fala tanto de partilha e solidariedade.

É realmente impressionante aquilo de que as crianças são capazes, a confiança que têm na fé de simplesmente acreditar que tudo (ou quase) é possível. Não tenho a certeza, mas creio que é por causa dessa fé, que os maiores gestos de solidariedade, amizade e bondade partem delas. Evidentemente, nem sempre é assim, mas no caso de Dylan e Jonah é precisamente esse o caso: um menino que quis ajudar o seu melhor amigo e que, de certa forma, está a consegui-lo. Consciente ou inconscientemente, sabemos que não há muitas pessoas dispostas a realizar actos semelhantes, mas as crianças conseguem sempre surpreender-nos, em grande parte pela positiva, e a bem da verdade o mundo precisa de mais gestos como este: uma demonstração de amizade verdadeira.