O Ano Novo de 2015 começa com várias boas notícias que podem deixar os portugueses optimistas  para os próximos tempos. Parece um paradoxo, sabendo que combustível, IMI e electricidade aumentam, que o Estado Islâmico está longe de estar controlado, ou que a prisão do sr. Sócrates lançou a dúvida em muitos espíritos. Mas existem várias razões para sorrirmos. Vamos conferir estes cenários à entrada no novo ano.

O combustível está mais barato. Apesar de precisamente hoje se ter verificado um agravamento da carga fiscal sobre a gasolina e o gasóleo, que se deverá traduzir num aumento entre os 5 e os 7 cêntimos por litro, até há cerca de 3 a 4 meses o preço médio da gasolina sem chumbo de 95 octanas rondava 1,50€/litro (para mas marcas low-cost). Agora, e já com o aumento da carga fiscal incorporado, o mesmo litro de gasolina deverá rondar 1,30€/litro. E além disso, é possível que os preços possam continuar a descer. A tendência de queda do preço do crude nos mercados internacionais ainda não está totalmente estabilizada, sem que a Arábia Saudita - o principal produtor mundial - dê sinais de querer estancar essa descida. São notícias que têm preocupado os governos dos principais produtores de petróleo, mas a perspectiva optimista para as empresas e os consumidores na Europa - e em Portugal - não têm sido notadas.



#AnoNovo2016

Os portugueses têm mais dinheiro no bolso. Não é pela opinião do governo que o sabemos, nem pelo pensamento de cada cidadão por si, mas pelos dados da SIBS, a sociedade gestora da rede Multibanco. De acordo com o jornal Sol, a SIBS registou, no período de natal 2014 e em relação ao natal 2013, um aumento de 2,8% no número de operações registadas e de 1,1% no total de dinheiro movimentado. Pese o facto de o PIB estar a crescer muito lentamente e todos os alertas que ainda há em relação ao futuro a curto prazo, os portugueses já puderam gastar mais - ou sentiram-se confiantes para o fazer. Depois de uma crise duríssima, os portugueses não o fariam sem sentir boas bases para o futuro.




Na tecnologia, a STCP (Sociedade de Transportes Colectivos do Porto) implementou em 2014 um sistema de internet wi-fi grátis nos seus autocarros. Totalmente desenvolvido em Portugal, esta novidade foi inclusivamente notícia na MIT Technology Review, a revista do conceituado instituto tecnológico norte-americano MIT. A empresa portuguesa que o criou, a Veniam, já conseguiu investimento americano no valor de cerca de 4 milhões de euros. É uma boa inspiração para outra das boas notícias de 2015: o Shark Tank português, onde se espera que surjam as ideias razoáveis, ideias péssimas mas também boas ideias que possam merecer o interesse dos 5 "tubarões" dispostos a investir.


No desporto, Portugal vai acolher este ano a 8ª edição do Campeonato Mundial de Futebol de Praia, tutelado pela FIFA. Sem construir mega-estádios de raiz, o nosso país acolhe pela primeira vez o Mundial depois de ser habitual receptor do Mundialito. Os jogos decorrerão num estádio com 4 mil lugares situado na praia do Canidelo, em Vila Nova de Gaia.


Para o gosto, soube-se que, ainda em 2014, uma famosa marca de creme de avelãs abriu a sua loja de referência em Leiria, a primeira em Portugal. E de Leiria chegou-nos também uma boa notícia: a gala de apoio a João Sousa Silva foi um sucesso e ele está cada vez mais próximo de ir a Manchester. Como os bilhetes desta gala também fazem parte dos números da SIBS, atrás citados, pode ser um sinal que estamos também mais atentos e solidários.