Então a pergunta é: A escrita para digital é diferente? A resposta é: claro que sim. Porquê? Pergunta-me bem e com razão. E eu respondo! Porque na Internet não se pode perder tempo. O utilizador/leitor não pode, não deve e não se quer cansar. Vários estudos mostram que a leitura em papel é cerca de 25% menos cansativa do que aquela realizada através de um monitor.

E é com esta premissa que a escrita no digital ou online, como preferirem, tem de ser elaborada de forma cuidadosa. E há alguns pontos importantes para tal. Em primeiro lugar, quem vai redigir um texto tem de ter persuasão, ou seja tem de saber seduzir o leitor para que este fique preso ao texto, de preferência até ao fim.

Publicidade
Publicidade

Objectividade. Aqui é fácil. Quem escrever tem de ir facilmente ao ou aos pontos essenciais da questão. Sem floreados, sem mentiras, sem esquemas. Contar a história de forma limpa - aconteceu isto e foi assim.

Terceiro aspecto importante para quem escrever para a web: a relevância. Focar o importante. Porque ocorreu determinado acontecimento: foi assim, o que levou a tal, etc. Naturalmente que não deve ter artimanhas.

A credibilidade vem logo a seguir. Porquê? Por causa das fontes. Sejam elas humanas ou não, por exemplo. Estamos a escrever sobre algo porquê? Onde fomos "beber" aquela informação ou dados? E a fonte de informação é quem ou está ligada a quem ou a quê? Por vezes temos de identificar ou não, consoante cada caso. Atenção a isto.

Por fim, temos a abrangência, que implica que um determinado texto possa ser lido e chamar a atenção também daqueles que não gostam, ou não sabem ou simplesmente não se interessam sobre o assunto.

Publicidade

Quanto a regras deste tipo de escrita, temos essencialmente três: quem escreve deve usar frases curtas e poderosas para chamar a atenção e agarrar o leitor. Escreva como se estivesse a conversar, mas melhor. Com melhores palavras, melhor organização e ainda melhor fluxo de texto. Importância - este facto vem da clareza de quem escreve e se importa se de facto as pessoas vão entender tudo o que foi redigido. A interpretação tem de ser levada em linha de conta para não existirem segundas leituras.

Na minha opinião, para escrever bem um texto jornalístico para a web, devemos seguir estas quatro regras: O texto deve ser curto e simples. Com rigor, sem erros e sem frases que não se percebem. A falta de correcção descredibiliza o texto e pode fazer com que perca um leitor, daí a importância da clareza de escrita. Por último, a criatividade. Um texto em web tem de cair, de alguma forma, em graça. Prender o leitor até ao fim e fazer com que este chame outros é o bónus disto tudo. Isto pode fazer a diferença sobre se algo que publicamos na net vai ou não tornar-se viral.

Publicidade

Daí que idealmente as notícias em web devam ser curtas, naturalmente com algumas excepções. O título deve ter quatro a cinco palavras. O lead pouco mais de 25 palavras e o corpo da notícia cerca de 200 palavras.

Isto é a minha leitura, porém o redactor tem de se adaptar ao estilo do meio de comunicação em que está, seja ele institucional ou não. A mecânica é a mesma e é adaptada consoante cada caso. É simples, é barato e pode dar muitos milhões, como diziam os outros.

No próximo texto irei aprofundar questões relacionadas com o conteúdo, o tipo de escrita e algumas regras para escrever no online.