De acordo com o Diário de Notícias, parece que a última obra de Charles Dickens pode ter finalmente um desfecho, através do site Drood Inquiry, criado em Abril do ano passado por Peter Orford, investigador da Universidade de Buckingham. O dito site propõe diversos cenários e convida os visitantes a votar no mais verosímil.

The Drood Inquiry

O site tem uma excelente disposição e organização, separando devidamente os conteúdos. Torna-se bastante interessante o facto de fornecer tantos e tão diversos detalhes, que complementam as grandes questões: "Edwin está vivo ou morto?, Quem é Dick Datchery?, Quem é a Princesa Puffer?, Quem casa com quem? e Quem mais morre?".

Por outro lado, é gratificante ver que existem alguns autores da #Literatura de nível europeu que continuam a ser lidos e, de certo modo, trabalhados. Os autores clássicos são por vezes considerados como enfadonhos e desinteressantes por gerações mais novas (que hoje em dia mal abrem um livro de livre vontade), mas que para muitos são referências literárias quase obrigatórias, sobretudo quando se gosta de uma boa história de suspense e mistério, onde nada é o que parece.

Em consideração à literatura

Sinceramente, considero importante que existam mais iniciativas como esta, para que grandes marcos da literatura não sejam votados ao esquecimento. Li ainda muito pouco da obra de Dickens, confesso, mas o que li deixou-me curiosa quanto ao resto. Além disso, são estas iniciativas que vêm trazer um pouco mais de incentivo aos que porventura se sintam mais relutantes em explorar a obra de um certo autor. Isto porque , quem diz Dickens, diz (Emily) Dickson, (Jane) Austen, (Virginia) Wolf, entre outros; no fundo autores dos séculos XVIII e XIX.

Em suma, existe muito para considerar em termos de literatura, sobretudo no que diz respeito a autores que foram (e são) tão apreciados depois da época em que viveram, quanto mais não seja porque a literatura se trata de um aspecto fundamental da cultura de cada país. Precisamente por isto vos aconselho a visitar o Drood Inquiry, bem como a ler a obra de Dickens de uma ponta à outra.