Toda a espécie de terrorismos e tudo o que ele representa e significa de anti-humanidade, são repulsivos e condenáveis...extremamente condenáveis. A elevação de uma cultura sobre outra, arrogando-se de superior, é repulsiva e condenável. O terrorismo tendo como pretexto uma religião é condenável e desvirtuador daquilo que é, e representa, uma religião; o Corão, a Bíblia, o Bhagavad Gita e todos os livros que codificam as religiões, promovem a paz...o amor!

Dois pesos e duas medidas 

É inqualificável o ataque ao jornal francês Charlie Hebdo... Impressionante o protesto em Paris contra estes ataques... Indignação e vontade de parar o terrorismo.

Publicidade
Publicidade

Mas creio que, para sermos justos e pararmos o terrorismo, para nos indignarmos contra o terror, contra os atentados a vidas humanas, contra atentados a jornalistas, não podemos ter dois pesos e duas medidas.

Igual terá que ser a indignação contra as mortes de dezenas de jornalistas nas Honduras, apôs o golpe de estado de 2009; igual terá que ser a indignação contra os ataques de Israel à faixa de Gaza, onde também morreram dezenas de jornalistas, tal como os ataques da NATO em 1999, contra a sede da televisão sérvia, que matou 16 jornalistas e que foram louvados por oficiais do exército norte-americano.

A concluir 

 Não podemos condenar uns e não dizer nada sobre outros...Todos eles são atentados terroristas, não podemos dizer e condenar - Os crimes "DELES", contra nós e aprovar os "NOSSOS", contra eles...e justificar estes actos terroristas como a defesa dos nossos valores...não há "ELES" e "NÓS"...existe só a HUMANIDADE!

Todos os crimes contra a dignidade e a pessoa humana são condenáveis, merecem a condenação e repúdio geral! Erguem-se hoje em dia muitos "pensadores" do Ocidente, que procuram pensar, reflectir sobre estes ataques, para os conter sem sacrificar os nossos valores, mas por exemplo aquando do ataque de 2011, na Noruega, onde Anders Breivik assassinou milhares de pessoas, nenhuma indignação sobre a cultura ocidental sobreveio.

Publicidade

Os crimes são crimes à luz daquilo que é a liberdade...à luz daquilo que é humano. Não existe "NÓS" e "ELES"...Existem só... pessoas!