A PSP e todos os agentes da autoridade em Portugal estão de luto. Nesta última quarta-feira, poucas horas passavam desde o início da sua patrulha quando dois jovens agentes da Polícia de Segurança Pública perderam as suas vidas no exercício das suas funções. Fontes da PSP informaram que os dois agentes tinham 24 e 27 anos e que acabaram por perder a vida num trágico acidente. Foram os dois colhidos por um comboio quando perseguiam dois suspeitos de um assalto ao interior de uma residência. A presidente da Assembleia da Republica, Assunção Esteves, já manifestou a sua tristeza e pesar face ao acontecido.

A presidente AR deixou a sua mensagem de condolências pelas mortes dos agentes João Rainho e Ricardo Santos: "Morreram como heróis por todos nós! Deixam-nos uma memória de abnegação, um exemplo de entrega sem limite.

Publicidade
Publicidade

São eles e outros como eles que nos dão a garantia do Estado de direito, da força das leis e da justiça. A nossa gratidão é imensa, tão imensa como a nossa tristeza".

Tal como Assunção Esteves, muitas são já as mensagens de pesar que circulam. A PSP já manifestou a sua dor através do seu Facebook com a seguinte mensagem: "Os verdadeiros heróis não são aqueles que salvam o mundo, mas aqueles que fazem com que valha a pena salvá-lo". As manifestações de pesar e revolta são mais que muitas e já circulam em todas as redes sociais. Infelizmente, esta foi mais uma prova de que o trabalho de todos os agentes da autoridade acarreta riscos muito sérios e que por vezes não lhes é dado o devido valor.

A manhã de quarta-feira foi trágica para estes dois agentes da PSP e para a esquadra de São João da Talha, em Loures, onde os dois agentes eram patrulheiros.

Publicidade

Para todos os agentes de autoridade em Portugal e no mundo. Mas foi uma manhã principalmente trágica para todos os portugueses que viram duas vidas serem perdidas desta forma cruel e injusta!

Os dois agentes que lutavam pelas vidas dos portugueses, infelizmente, acabaram por perder as suas naquele momento. Quando ambos lutavam contra o que existe de ruim na nossa sociedade, quando perseguiam quem espalha o horror. Os últimos minutos de vida destes dois jovens polícias foram junto ao apeadeiro de Sacavém-Loures, quando perseguiam pela linha férrea os dois suspeitos de um assalto, para o qual foram alertados. Sabe-se já que os dois suspeitos estão detidos e estão à guarda da PSP.

Para aqueles que todos os dias lutam por mim e por todos os portugueses: o meu muito obrigada e partilho do vosso sentimento de tristeza.