A #Google lançou uma nova aplicação, uma adaptação da aplicação Youtube, para os mais jovens, com o objetivo dos pais poderem ter um maior controlo sobre os conteúdos que os seus filhos visualizam. Desta forma, esta aplicação surge com um temporizador e possuirá duas sinalizações - indicando se o vídeo se trata de um musical (quando tem o símbolo rádio) ou se é de outra categoria - para os restantes vídeos (com o símbolo de uma televisão). Apresentando, ainda, os vídeos em quatro categorias diferentes.

Uma vez que a Google e a Apple são duas das principais concorrentes no mercado das aplicações, e sendo a Google a desenvolvê-la, já era de esperar que esta apenas fosse lançada para o sistema Android.

Publicidade
Publicidade

 Poderá ser disponibilizada, futuramente, também para os dispositivos da Apple (iOS). Contudo, a Apple estará dependente do sucesso da sua rival para que os seus clientes possam ter acesso a esta aplicação.

Não deixa de ser uma boa ideia, porque os pais não terão de se preocupar quando as crianças utilizarem o tablet ou o smartphone com o intuito de visualizar aquele vídeo do seu desenho animado favorito, ou a sua música preferida. Além disso, esta é uma boa aplicação para as crianças dos dois até aos dez/doze anos, pois, como é de esperar com outras idades e de acordo com a mentalidade da maior parte dos pais de hoje em dia, estas irão continuar a utilizar a aplicação "original". Isto porque, a partir de uma certa idade, os adolescentes já conseguem ver e fazer o que querem nos seus telemóveis/tablets, conseguindo, a maior parte das vezes, esconder os conteúdos dos pais.

Publicidade

Pois existe a chamada "confiança" no filho não havendo, a partir de uma certa idade, nenhum controlo por parte dos pais.

Neste sentido, seria interessante a Google desenvolver este tipo de estratégia para a primeira aplicação ("youtube para os grandes"), para poder abranger um pouco mais os conteúdos indesejáveis e os pais fazerem a devida seleção para as suas "grandes" crianças. Bem como fazer uma divisão baseada na vertente apenas educativa, o que por vezes, facilitaria o controlo dos vídeos, nas escolas e centros educativos, A.T.L., e até em casa. #Entretenimento