Como vimos anteriormente, nomeadamente para o ano de 1964 e também o de 1965, os anos sessenta foram riquíssimos em #Música que viria a marcar as décadas seguintes. Vista por muitos como a base para tudo o que existe actualmente na música popular, esta década de ouro foi-o também para o rock pesado. Vamos focar-nos agora no ano de 1966, nomeadamente no top de dez álbuns obrigatórios para quem está interessado em conhecer as origens da música pesada.



10 - Simon & Garfunkel: Sounds Of Silence - Segundo álbum desta mítica dupla e o primeiro de dois trabalhos lançados neste ano. Qualquer um dos dois é um clássico dos apreciadores de folk, mas a música "The Sound Of Silence" é um clássico imortal bem representativo da década.



9 - Buffalo Springfield: Buffalo Springfield - Álbum de estreia da banda de folk rock norte-americano, que além de ser extremamente influente na música popular, também tinha na sua formação músicos como Neil Young e Stephen Stills.



8 - The Beach Boys: Pet Sounds - Se há algum álbum definitivo dos Beach Boys, este deve andar lá perto. Com grandes sucessos como "Wouldn't It Be Nice", "Sloop John B" e "God Only Knows", tornou-se num clássico que viria a marcar a década de setenta no que diz respeito ao art rock e ao rock progressivo.

7 - The Rolling Stones: Aftermath - Os Stones começam a afirmar-se como algo mais do que apenas uma cópia dos The Beatles, onde se vê a banda a usar principalmente músicas originais. Também de salientar a versatilidade de Brian Jones como músico, tocando desde slide guitar, até cravo, koto e cítara, entre muitos outros.



6 - Enio Morricone: The Good, The Bad And The Ugly - As bandas sonoras foram (e continuam a ser) obras extremamente influentes. Enio Morricone é um dos grandes compositores da nossa era, e um dos que mais influenciou a música moderna e a música rock. A banda sonora de "O Bom, O Mau E O Vilão" é um exemplo claro disso mesmo, uma das melhores bandas sonoras de sempre.



5 - Cream: Fresh Cream - Eric Clapton teve uma carreira fulgurante nos anos sessenta. Dos Yardbirds, para o álbum com John Mayall e até aos Cream, que foi sem dúvida um dos seus grandes projectos. Primeiro álbum deste power trio que marcou em muito a música pesada, seja pelo baixo prominente de Jack Bruce, a guitarra de Clapton e principalmente pela bateria influenciada pelo jazz de Ginger Baker.

4 - Yardbirds: Yardbirds (Roger The Engineer) - Estranhamente, apesar deste álbum ser auto-intitulado, ficou conhecido como Roger The Enginer, devido à sua capa em que demonstrava um desenho do engenheiro de som da banda, Roger Cameron, por um membro da banda. Em termos sonoros, sem dúvida que foi um dos grandes trabalhos do ano, com uma forte apetência para o psicadelismo mas ainda mantendo as suas raízes blues e com toda a classe de Jeff Beck a vir ao de cimo. 

3 - Bob Dylan: Blonde On Blonde - Sétimo álbum de originais para Bob Dylan e o último da trilogia de álbuns rock de Dylan, é visto como um dos melhores álbuns de todos os tempos. Foi também um dos primeiros álbuns duplos na música rock.



2 - The Beatles: Revolver - Apontados por muitos como um dos momentos mais brilhantes da carreira dos The Beatles e que marca uma nova fase da sua carreira, onde saem definitivamente do som pop e rock'n'roll para entrar na sua fase mais experimental e psicadélica.



1 - John Mayall With Eric Clapton: Blues Breakers - Um surpreendente álbum que junta John Mayall com Eric Clapton no seu melhor, num conjunto viciante de músicas onde o talento do na altura jovem guitarrista sobressai.