Já todos devem ter conhecimento do que aconteceu no Sábado passado em Monsanto. O Simba, um Leão da Rodésia, foi morto a tiro por um vizinho do casal a quem pertencia o animal. O cão tinha 4 anos e era o verdadeiro melhor amigo. Agora recordo-vos do que aconteceu a 1 de Outubro de 2014. Foi neste dia que ficou aprovada a lei contra maus-tratos em #Animais. O tempo passou mas foi só isso, tempo. Entre fazer uma lei e colocá-la em prática vai uma grande distância. Esta distância já significou a morte de muitos animais, que tal como o Simba morreram nas mãos da crueldade humana.

Durante a minha vida já tive vários animais de estimação e sei o que dói quando os perdemos.

Publicidade
Publicidade

De cada vez que um cão morria, parte de mim ia com ele. Isto não é rídiculo e nem é preciso ter vergonha de o dizer. Há aquela frase típica "Um homem não chora". Tudo bem, então experimentem pôr um homem a ver o filme Marley e Eu! É por isso que estou do lado do casal que perdeu o seu melhor amigo. Estou do lado dos animais que não têm voz e que precisam de nós. Estou do lado do sentimento mas também da razão.

Este caso não é inédito, tornou-se foi viral. Porque todos os dias algum cão é pontapeado e ninguém vê. Agradeço aos donos do Simba por não desistirem desta luta para que seja feita justiça. Admiro quem não tem medo de falar, quando falamos com o coração falamos mais alto. Estou cansada de legislação que não é cumprida, estou farta de que fechem os olhos ao que não lhes interessa.

Publicidade

Esta história está a tornar-se num símbolo nacional contra os maus-tratos em animais e os donos não querem saber de indemnizações ou de qualquer outro lucro. Eles na verdade querem o seu amigo de volta. Mas ele não volta mais, tudo porque um vizinho diz que "disparou para o ar". O que aconteceu ao Simba podia ter acontecido com o vosso animal de estimação ou com o gato do vizinho. Em casa ou na rua, eles precisam de nós e nós precisamos ainda mais deles. Denunciem estes casos e insistam para que a legislação seja cumprida. Não deixem que a história se repita! #Ambiente