Depois de o mês passado nos ter apresentado bons álbuns de metal, dentro dos seus vários géneros, Fevereiro não se ficou atrás. Muitos álbuns me passaram pelas mãos e estes foram aqueles que se destacaram. Uma boa selecção daquilo que melhor Fevereiro teve para oferecer:

The Muggs - Straight Up Boogaloo - A prova de que o bom rock não é exclusivo da década de setenta. The Muggs chegam aqui ao quarto álbum e destroem tudo com uma mistura explosiva de rock e blues, que é histórica e merece ser espalhada.

The Lumberjack Feedback - Noise In The Church - Gravado numa igreja abandonada, este EP destaca-se entre os álbuns por ser simplesmente demolidor. Duas músicas, dois épicos e ainda uma versão demo do épico "Mein Gebush Hat Hünger". Imperdível.


Solitvdo - Immerso In Un Bosco Di Querce - One-man-band de black/death metal melódico, apelando à melancolia com enorme beleza e efectividade, tal como se fazia nos bons tempos em que o género dominava as atenções.


Wolfheart - Winterborn - Estreia deste projecto finlandês em 2013 repescado pela Spinefarm, que nos apresenta death/doom, tal como as regras da década de noventa mandam. Começou como um projecto de um homem só, mas hoje em dia são uma banda completa. E que banda.


Soul Rape - Endless Reign - Da Itália não nos chega apenas power metal sinfónico e massa. Death/thrash melódico e técnico que é refrescante e cativante com grande dinâmica e alguma progressividade.


Solefald - World Metal. Kosmopolis Sud - Poucos meses depois de terem lançado um EP, a banda norueguesa volta ao ataque com um grande álbum de metal experimental e avant-garde e dá um novo sentido ao termo world music. Grandioso e desconcertante.

Finsterforst - Mach Dich Frei - Metal épico cantado em alemão que pega nos elementos clássicos criados por Bathory e Moonsorrow e eleva-os a um novo grau de excelência, durante 74 minutos de metal de qualidade superior.

Publicidade
Publicidade

A Swarm Of The Sun - The Rifts - Para quem pensa que #Música pesada é apenas conseguida com distorção, blastbeats, guturais, vai ficar extremamente surpreendido com este trabalho do duo sueco A Swarm Of The Sun, que, apesar da sua beleza estonteante, é pesado emocionalmente como se fosse um bomba em estado sonoro. E é.

Keep Of Kalessin - Epistemology - Regresso dos noruegueses que estão cada vez melhores, onde todos os elementos de classe se reúnem e garantem que aqui esteja o seu melhor trabalho até agora. Do início ao fim, uma obra-prima.

Below The Sun - Envoy - Banda misteriosa que nos surge da Rússia com doom metal a roçar o funeral e cheio de atmosfera. Para quem julgava que o doom ou funeral doom são apenas sinónimos para música aborrecida e repetitiva, este é um álbum essencial.

Publicidade

Um dos álbuns do ano, definitivamente.