De facto, todos os dias são "dias da mulher", mas seguindo a mesma lógica o Natal também é todos os dias, mas se existe uma data para celebrá-lo é porque comemora-se algo, e nestas datas refletimos sobre o que é que para nós significa tal dia. E no dia da mulher, o que é que se comemora realmente? A origem do Dia da Mulher surge no início do século XX, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e de trabalho, assim como pelo direito ao voto.

Não me vou alongar e falar em certos países do Médio Oriente, onde as mulheres nem podem sair à rua sozinhas, e outras atrocidades que ainda se cometem contra as mulheres em muitos países pelo mundo fora.

Publicidade
Publicidade

Aqui mesmo no mundo ocidental, que tanto se vangloria de ser evoluído, as mulheres continuam a não ter os mesmos direitos que os homens. As notícias sobre as diferenças salariais são uma constante (pelo menos são notícia nesta data).

Mas para além das diferenças salariais, há ainda uma diferença de "tratamento" como se algumas coisas fossem permitidas aos homens e às mulheres não. Um dia alguém me disse: "Não devias ir a esse bar. As mulheres não deveriam ir a esse bar". Eu fiquei pasma e respondi que se não era um bom lugar para as mulheres, com certeza que não deveria ser um bom lugar para os homens também.

Dou ainda outro exemplo "pessoal". Uma amiga confidenciava-me uma vez que não queria ter mais nenhum filho (na data ela tinha dois rapazes) e a razão era: "porque se ficar grávida, corro o risco de ter mais um rapaz e eu queria era uma menina para me ajudar nas tarefas domésticas".

Publicidade

Eu confesso que fiquei pasma, novamente… E mais exemplos poderei dar de como, para algumas pessoas, as mulheres estão destinadas a ficar em casa enquanto os homens se divertem. Ou então que as meninas estão destinadas à lida da casa, enquanto os rapazes estão mais ocupados a brincar e a se divertir… Estes exemplos podem muito bem mostrar como o "fosso" entre homens e mulheres é muito grande.

Na minha humilde opinião, bastaria que cada pessoa olhasse homens e mulheres como sendo efetivamente seres humanos. Está certo que existem diferenças, mas essas diferenças não incluem salários tão díspares nem tratamento diferente, nem catalogar as meninas para este ou aquele trabalho, e os meninos para outras tarefas quaisquer. A única coisa que as mulheres podem fazer, e os homens não, é carregarem um ser humano no seu ventre. De resto, tudo, mas mesmo tudo, o que é feito pelos homens, pode também ser feito pelas mulheres, e vice-versa.

No Dia Internacional da Mulher a minha solidariedade vai para aquelas mulheres que nem têm liberdade para falar. E como eu tenho por hábito agradecer mais e reclamar menos, agradeço ao meu País porque pelo menos aqui eu tenho liberdade para expressar a minha opinião.