Depois de analisarmos os jogadores mais defensivos do SL Benfica, que poderão ser titulares no grande clássico contra o FC Porto, agora é a vez de espreitarmos os restantes elementos da turma encarnada.

Ruben Amorim - Embora possa contar como trinco e, em última instância, como lateral, é provável que Jorge Jesus lance o jogador para equilibrar o processo ofensivo da equipa, tanto pelo miolo como pelos extremos, e isso tem dado sempre bons resultados. É um jogador que não acusa pressão e que pode ser um elemento surpresa e bastante decisivo.

Samaris - Aplica-se a mesma situação em relação a Amorim, sendo que pode jogar a trinco, mas é provável que Jorge Jesus o adiante para o centro do terreno, onde possa também coordenar o aspecto ofensivo, algo a que nos tem habituado nesta segunda metade da época.

Publicidade
Publicidade

Um jogador importante para desarmar Oliver e Casimiro.

Pizzi - Tem-se afirmado como natural substituto de Enzo, e muito dificilmente não será titular no jogo do título. Tem melhorado o aspecto defensivo, conforme lhe pediu o treinador, mas é improvável que Jesus não entre com o meio-campo reforçado defensivamente caso Pizzi jogue.

Talisca - Perdeu o seu espaço no plantel, mas é sempre uma arma a ter em conta. Longe da melhor forma, cansado, e em busca da titularidade, Talisca pode ser importante no ataque, mas a sua baixa de forma e o seu físico mais vulnerável devem ser cartão-de-visita certo para o banco, com promessa de entrar na segunda parte.

Nico Gaitán - Arma eficaz, génio incansável e, na minha opinião, o jogador com mais talento que se apresentará no relvado da Luz, no último jogo de Abril.

Publicidade

Se há alguém que pode desbloquear o jogo de forma criativa é Nico, e se as coisas correrem de feição ao argentino, também correm ao #Benfica, certamente.

Sálvio - Longe da forma de outros tempos, o argentino continua intocável no onze de Jorge Jesus, e está sempre à espreita para desbloquear o jogo, seja com entradas infernais pelos flancos, com assistências impossíveis, ou com golos quando ninguém espera.

Ola John - À espera de lugar, dificilmente será titular, mas é provável que entre no decorrer do jogo, trazendo velocidade, mas pouca experiência. Pode ser importante para os avançados, pois atrapalha os laterais de forma eficaz, dando espaço aos colegas para se desmarcarem.

Lima - Marcar dois golos no Dragão é quase como um garante para se ser titular neste jogo, e é o mais certo. O avançado, que tem recuperado a veia goleadora, tem mostrado grande acerto com Jonas e, claro, é e será sempre um dos favoritos de Jorge Jesus, mesmo quando não está em forma.

Jonas - É impossível ficar indiferente aos números que Jonas apresenta nesta temporada e, se as estatísticas são factos, dificilmente Jonas não marcará nesse jogo, reunindo todas as condições para ser o grande herói desse jogo, e de todo o título encarnado. #Futebol