Foi na passada terça-feira, dia 21, que o FC Porto foi a Munique em busca da passagem às meias-finais da mais prestigiada competição de #Futebol da Europa. Depois de um resultado excelente obtido no Dragão, em que conseguiram uma vitória por 3-1,  esperava-se um pouco mais dos dragões no reduto dos bávaros.

Era expectável que Lopetegui quisesse defender o resultado, frente ao todo poderoso Bayern Munique. No entanto, talvez tenha sido exageradamente defensiva a estratégia utilizada pelo técnico espanhol. O Porto desde início limitou-se a defender, ficando no seu meio-campo, na expectativa do erro contrário que permitisse um contra-ataque onde os homens da frente (Quaresma, Jackson e Brahimi) são letais.

Publicidade
Publicidade

Se Lopetegui tivesse optado por uma formação mais ofensiva, e mais tentada a procurar o golo, os dragões poderiam ter vindo da Alemanha com o passaporte para as meias-finais. No entanto, não foi isso que aconteceu, e o FC Porto foi derrotado por uma margem que não deixa dúvidas quanto a quem foi a melhor equipa em campo. Mas agora segue-se o Benfica. Mais do que o jogo em Munique, este é o jogo da época, uma vez que pode ficar já decidido no Domingo quem irá ser Campeão Nacional 2014/2015. Em caso de vitória encarnada, os benfiquistas podem celebrar a conquista do campeonato, porque muito dificilmente perderiam 6 pontos até ao final.

Em caso de vitória dos dragões, tudo muda de figura. Os três pontos que separam as duas equipas dissipam-se, e ficam empatadas na liderança do campeonato.

Publicidade

Porém, no confronto direto, o Benfica tem vantagem, devido à vitória que impôs no Dragão (0-2). Assim, os dragões precisam de ganhar por mais de 2 golos para conseguirem ultrapassar a formação encarnada e passarem para a liderança do campeonato.

Mas qual será a reacção dos jogadores após uma derrota, que se pode considerar, humilhante? Os adeptos, estes, deixaram o seu forte apoio, logo à chegada da equipa ao aeroporto. Cerca de 300 adeptos esperavam a chegada da comitiva do FC Porto, entoando cânticos de apoio e de incentivo para o jogo que se segue frente aos grandes rivais.

Uma derrota tão expressiva como esta é sempre difícil de assimilar, quer por jogadores, quer pelos adeptos, que podem, também eles, duvidar da equipa e do que ela será capaz de fazer no próximo Domingo. No entanto, também pode acontecer o contrário. Surgir uma forte onda de apoio à equipa, que os carregue rumo à Luz, e que os motive para aquele que é o jogo mais importante de toda uma época. Certamente que os Dragões vão querer vingar a derrota por 0-2, na primeira volta do campeonato, e, mais que isso, fazer esquecer a pesada derrota frente ao Bayern Munique.

Publicidade

Outro dos motivos pelo qual a equipa se apresentou menos capaz na Alemanha passou muito pelas ausências de Alex Sandro e Danilo. Teve muita influência nos processos ofensivos da equipa, que, praticamente, não existiram na primeira metade. Frente aos encarnados, os dois laterais vão voltar e o Porto vai poder voltar à sua estratégia habitual, e, quiçá, consiga fazer o mesmo que conseguiu frente aos alemães na primeira mão no Dragão. #F.C.Porto