Fim à discriminação! Foi com este argumento que o Tribunal Regional Federal da 1.ª Região decretou que indivíduos com menos de 20 dentes naturais podem concorrer às vagas existentes para o ingresso no Exército Brasileiro. Esta polémica surgiu após o Ministério Público Federal ter interposto um processo contra a União e Exército, alegando ser discriminatório que desdentados, homens com menos de 1,60m e mulheres com menos de 1,55m e indivíduos portadores de doenças sexualmente transmissíveis fossem impedidos de integrar o exército brasileiro.

O coletivo de juízes emitiu um parecer em que referia que "a mera exclusão sumária de candidatos em processos seletivos para os quadros do Exército em razão da limitação de altura, higidez da saúde bucal e de serem portadores de doenças autoimune, imunodepressora ou sexualmente transmissível, constitui conduta discriminatória e irrazoável, incompatível com o ordenamento jurídico vidente".

Publicidade
Publicidade

Apesar de esta medida gerar controvérsia e polémica, o Exército Brasileiro irá acatar a ordem judicial, uma vez que considera que todo o procedimento concursal de ingresso na vida militar deverá estar de acordo com a lei vigente no país.

Analisando esta problemática de uma outra perspetiva e trazendo um cariz mais ligeiro a esta questão, a ida ao dentista poderá constituir uma motivação para faltar ao trabalho, pelo que, desta forma, ao aceitar pessoas com menos dentes, tal facto poderá proporcionar um aumento significativo da assiduidade. Por outro lado, poderá proporcionar alguns momentos embaraçosos aquando da visita de chefes de estado estrangeiros, que, ao fazer a "revista" às tropas, poderão dentro em breve encontrar, não "sorrisos amarelos", mas sorrisos desprovidos de qualquer dente...

Publicidade

A Força Aérea e a Marinha estão, para já, dispensados de implementar estas medidas, no entanto o juíz desembargador alertou que este deverá ser o paradigma também para as restantes forças militares, e que esta decisão deverá ser vista como um alerta e possível advertência. Ficamos a aguardar por futuros sorrisos do Exército Brasileiro para percebermos o real impacto desta medida. #Curiosidades