O #Benfica - Penafiel, para a 32ª jornada da Liga Zon, contará com casa cheia e aumentará o número de espectadores na "Catedral" para próximo de 950 mil (contabilizando todas as provas), permitindo que na última jornada seja superada a barreira de 1 milhão. Tem sido evidente a importância que Jorge Jesus e os seus jogadores atribuem à presença de sócios e adeptos encarnados, multiplicando-se os agradecimentos ao apoio que sentem durante os jogos.

A expressão "os adeptos são o nosso décimo segundo jogador" tem encontrado eco na capacidade de resposta da equipa, que se tem mostrado mais forte em casa do que como visitante.

Publicidade
Publicidade

O nulo frente ao FC Porto quebrou um ciclo de 90 jogos a marcar nos jogos realizados no Estádio da Luz, para a Liga, prova na qual não regista derrotas caseiras desde Março de 2012.

A "onda encarnada" estende-se também à maioria dos estádios que recebem o Benfica que, com poucas excepções (Dragão e Alvalade), registam assistências maioritariamente afectas aos encarnados. Ficou célebre a expressão do antigo presidente do União de Leiria, Mário Cruz, que, em Janeiro de 2012, afirmava: "O Benfica é o abono de família de todos os clubes". Com efeito, os clubes de pequena dimensão esperam, sempre, uma visita do Benfica para poderem encher as suas tesourarias, dada a capacidade mobilizadora em todo o país.

Como não poderia deixar de ser, as vitórias e as boas exibições da equipa têm um efeito multiplicador no entusiasmo dos adeptos, levando-os a ambicionar uma maior participação nos feitos alcançados.

Publicidade

Jorge Jesus, em fim de contrato, sabe aproveitar o facto de ter conseguido recolocar o clube na senda do êxito desportivo (2 campeonatos da Liga, 1 Taça de Portugal, 4 Taças da Liga e uma Supertaça, para além de 2 presenças na final da Liga Europa), e, com um discurso muito direccionado ao sentimento dos adeptos, tem conseguido transformá-los num verdadeiro reforço.

Luís Filipe Vieira, na busca da recuperação económica da SAD e do Clube, tem-se visto obrigado a negociar muitos dos melhores jogadores em cada final de época, no entanto, os adeptos têm mantido, sempre, inabalável confiança na conquista de novas vitórias demonstrando-o sempre que surgem apelos à sua participação, seja na angariação de novos sócios, na subscrição da televisão do clube ou, simplesmente, na comparência aos jogos. Também neste aspecto, os sócios e adeptos do Benfica demonstram ser reforço de peso.

Com a época a chegar à recta final, depois do jogo de hoje faltarão apenas duas jornadas, não é necessário qualquer esforço para detectar o entusiasmo dos benfiquistas que vão contando os dias para poderem conquistar o bi-campeonato, trigésimo quarto título, do Benfica.

Publicidade

Em caso de vitória, o Benfica ficará a apenas a uma vitória (ou a uma derrota do FC Porto) do seu objectivo e de mais uma festa, com palco principal na Rotunda do Marquês de Pombal, para os milhões de benfiquistas espalhados pelo mundo.

Entretanto, o mercado #Futebolístico vai-se agitando e multiplicam-se os nomes de jogadores associados ao Benfica: Ederson, Diego Lopes e Hassan, Bakkali, Jansen, Meli, Mayke, Zivkovic, Jovic e outros, fazem capas de jornal diariamente. Panorama repetido face a anos anteriores, em que ao Benfica são, invariavelmente, apontados inúmeros "craques".

Nesta fase, as questões mais preocupantes para os adeptos benfiquistas colocam-se ao nível das renovações de Jorge Jesus e de Maxi Pereira, que se encontram a menos de dois meses do fim da sua ligação ao clube e ainda não renovaram. A ver vamos se os adeptos conseguem ter papel de verdadeiro reforço no desenrolar destas duas situações.