Em entrevista, #José Mourinho criticou a gestão financeira de FC Porto e #Sporting. Para o treinador do Chelsea, os grandes portugueses não deveriam fazer enormes contratações, nem pagar salários astronómicos, dada a realidade financeira e social portuguesa. Ao jornal "The Guardian", o treinador português critica também os valores que os clubes ingleses estão a pagar a determinados jogadores, dando o exemplo de Sterling. "O fair-play financeiro está a ser contornado", confessou Mourinho.

Em estágio de pré-temporada em Montreal, Canadá, o treinador do Chelsea decidiu atacar os seus rivais em Inglaterra, mas também os clubes do seu país natal, Portugal.

Publicidade
Publicidade

José Mourinho atacou abertamente a contratação do Imbula por 20 milhões e o contrato milionário que Iker Casillas vai auferir no FC Porto. Quanto ao Sporting, o português critica o salário de Jesus e determinados jogadores leoninos. Para um dos melhores treinadores do mundo, os grandes portugueses não respeitam a realidade do país.

"Portugal é um país cheio de problemas sociais, políticos e económicos. As pessoas estão a sofrer, existe um grande corte nos salários e os impostos são muito elevados, para além do enorme desemprego. Entretanto, o futebol é exactamente o oposto, com grandes contratações e salários por parte do Sporting e FC Porto", confessou sem rodeios Mourinho ao "The Guardian". O treinador também aproveitou para afirmar que o fair-play financeiro existe, mas que os seus adversários arranjam esquemas para o contornar.

Publicidade

Com estes comentários, José Mourinho demonstrou que continua muito atento ao futebol português e que sempre que tem oportunidade ataca o seu colega de profissão, Jorge Jesus. Enquanto os adeptos de FC Porto e Sporting criticam as afirmações do treinador português, afirmando que este está a usar um argumento em que ele também se incluiu, a maioria dos benfiquistas apoio o discurso de Mourinho, mostrando algum espanto pelo facto de os seus rivais estarem a investir tanto e com tanta frequência, numa altura em que o país sofre tanto com a falta de emprego e os impostos elevados na classe média e nos mais desfavorecidos. Mourinho falou à Benfica, representando a opinião generalizada dos adeptos do clube. #F.C.Porto