A época balnear começou há pouco mais de um mês e, mesmo assim, em algumas praias portuguesas, os turistas deparam-se com situações de autênticos estaleiros. Estas situações foram já divulgadas em diversos meios de comunicação social. Através das entrevistas àqueles que se vêm prejudicados com estas intervenções, sendo simples turistas ou proprietários de negócios de praia, ninguém concorda com o momento das obras. Uma das praias nesta situação é a Praia de Dona Ana, tão falada após o verão passado, quer em Portugal, quer na Europa, por ter sido escolhida para Melhor Praia do Mundo por uma publicação espanhola especialista em #Turismo.

Ao ver este tipo de notícia, os portugueses, na sua maioria, ficam perplexos.

Publicidade
Publicidade

É pertinente questionar o timing escolhido para estas intervenções. Sim, porque não está em causa se a obra deverá ser ou não realizada, mas sim a altura do ano escolhida para o efeito. Todos sabemos que um turista quando se desloca à praia quer ter um dia ou algumas horas de relaxamento, calma e paz... Será que esse momento poderá ser substituído por escavadoras, barulho e pó?

Tendo em conta os efeitos negativos do último Inverno seria importante realizar este tipo de intervenções na praia, mas não poderia ter sido iniciado em Abril ou Maio? Todos assistimos a um Inverno rigoroso, mas existiram meses que poderiam ter sido aproveitados para estas requalificações e não esperar pela época balnear e, em alguns casos, por Julho ou Agosto, para a realização das ditas obras.

Foi transmitido também que algumas das intervenções não poderiam ter sido realizadas antecipadamente devido a problemas burocráticos...

Publicidade

Infelizmente somos o país da burocracia e, mesmo sabendo que existe a necessidade de legalizar todo o tipo de intervenções, será que o processo foi o mais célere possível? É uma questão que muitos turistas devem já ter feito ao depararem-se com as nossas praias estaleiro!

Será que o turista estrangeiro (que não conhece em parte a nossa realidade) vai pensar que esta situação foi pontual e vai querer voltar? Não sabemos... mas esperemos que volte e que tenha a "sorte" de visionar praias bem mais agradáveis nos próximos anos! #Ambiente