Na terça-feira perdemos uma grande activista, uma lutadora convicta, uma mãe e esposa feroz no seu amor, uma mulher elegantíssima e, acima de tudo, um ser humano bom e brilhante. É quase impossível descrever uma mulher deste calibre e conseguir fazer-lhe justiça. Quase sempre, parece que fica a faltar uma qualidade que lhe é tão merecida. Eram muitas.

Maria Barroso ficará marcada na História do nosso país e no coração dos portugueses, não como a esposa de Mário Soares, mas como a eterna primeira-dama de Portugal e como a mãe fundadora do PS. Ela é a sua própria marca na História. Não é por acaso que tinha no seu nome o apelido do marido e, no entanto, continuou a ser conhecida pelo seu nome de solteira até ao fim dos seus dias. Que luxo uma mulher conseguir esse feito, principalmente no seu tempo. Mas Maria Barroso nunca foi verdadeiramente uma mulher do seu tempo.

Foi, sim, uma das mulheres que mais me inspirou, entre muitas outras. Mulheres como ela inspiram-me a tentar ser a melhor versão de mim que conseguir. A ser uma melhor filha, mulher, cidadã. Uma melhor pessoa.

Maria Barroso era uma Audrey Hepburn portuguesa. Eram, ambas, actrizes brilhantes, inteligentes, elegantes e refinadas. Possuidoras de um refinamento que parecia ter sido esculpido à mão, cheio de detalhes e graças, que lhes dava aquele ar fluido e sofisticado que parecia vir da alma. Tinham um brilho e uma luz especial, um sorriso fácil e verdadeiro, que só as pessoas boas conseguem ter. Mas, acima de tudo, possuíam uma garra e coragem infinita, que sempre mostraram ao lutar incansavelmente pelas causas em que acreditavam e por um mundo melhor. E nesta luta de uma vida nunca perderam a sua elegância!

Parece impossível para uma simples mortal, não é? Mas não desistam da luta! Não desistam mães, filhas, avós, amigas, esposas, namoradas, trabalhadoras! Não desistam mulheres de Portugal! Não se esqueçam, Maria Barroso ensinou-nos que tudo é possível. Menos deixar de lutar. "Quando a história é contada depois, as mulheres ficam na sombra. Mas, quando lutam, estamos ao lado deles", era o que dizia Maria Barroso. #Personalidades