O mercado de transferências está aberto e ao rubro. Que o digam FC Porto, #Sporting e #Benfica que, desde a abertura do mercado, já se reforçaram e muito. No entanto, a palavra contratação nem sempre é sinónimo de "reforço", visto que reforçar significa aumentar a qualidade da equipa dentro e fora do campo. Existem jogadores que, pelas mais variadas razões, não conseguiram demonstrar toda a sua qualidade e ajudar as equipas para que foram contratados. Decidimos portanto deixar aqui 9 exemplos de flops dos três grandes na última época, baseados nas 23 escolhas do site desportivo "Sapo Desporto".

Começando no Sporting Clube de Portugal, Sinama-Pongolle e Felipe Caicedo foram dois nomes sonantes quando o clube leonino os anunciou como reforços mas… pouco ou nada fizeram pelo clube de Alvalade.

Publicidade
Publicidade

O guarda-redes Stojkovic, que até era internacional pela Sérvia, também é outro exemplo de um fracasso. Stojkovic esteve em Alvalade apenas uma temporada e fez apenas 15 jogos ao serviço dos leões (9 dos quais a contar para a Liga Portuguesa, os restantes foram disputados nas taças). Jeffren, Bojinov, Shikabala, Labyad, Boulahrouz e Elias, este último é actualmente internacional brasileiro, são outros nomes que completam os 9 flops do Sporting na última década.

No Futebol Clube do Porto, Iturbe chegava ao Dragão muito bem referenciado e até diziam que seria o novo Messi. No entanto, Juan Iturbe nunca conseguiu assumir-se na equipa azul e branca e acabou por sair para Itália, onde conseguiu o sucesso desejado. Luís Fabiano assinou pelo FC Porto na época seguinte à conquista da Liga dos Campeões e chegava do São Paulo onde era goleador.

Publicidade

O mesmo não aconteceu ao serviço dos dragões, já que em 27 jogos apenas apontou 3 golos. Os outros exemplos são Izmailov, Bolatti, Walter, Licá, Sokota, Bruno Moraes e Rentería. Este último foi, até ao momento, o único colombiano sem sucesso na equipa azul e branca.

O Sport Lisboa e Benfica também teve péssimas experiências no que diz respeito a contratações. Freddy Adu foi contratado pelas águias e era apontado como uma grande jovem promessa da selecção dos Estados Unidos. No entanto, ao serviço das águias, fez apenas 5 golos em 21 jogos, não demonstrando todo o valor que lhe era apontado. Capdevila é outro exemplo de um fracasso. O jogador chegava ao clube da Luz como o dono do lado esquerdo da selecção espanhola, mas no Benfica nunca conseguiu demonstrar toda a sua qualidade. Roberto, Bruno Cortez, Yannick Djaló, Loris Benito, Franco Jara, Sulejmani e Bebé são os restantes que entram nos 9 maiores flops da última década do Sport Lisboa e Benfica. #F.C.Porto