Mais uma mulher de armas que nos deixa com um legado de coragem e força e que nunca se sentou perante as circunstâncias. Faleceu Maria Barroso, a ex-primeira dama. O que levou a este acontecimento? Quais as circunstâncias? Porque afirmamos que nunca ficou à sombra?

Portugal fica hoje sem mais uma das suas referências femininas, uma mulher que nunca se deixou levar pelas circunstâncias e que não ficou apenas conhecida por ser a "mulher de Mário Soares", mas sim uma mulher que sempre lutou pelas suas causas e princípios, marcando uma geração.

Maria de Jesus Simões Barroso, nascida na Fuseta (Algarve), faleceu hoje no hospital da Cruz Vermelha em Lisboa, com os 90 anos, após ter dado entrada no mesmo no dia 26 de Junho, após uma queda que a deixou em coma irreversível, sendo-lhe ainda diagnosticado um derrame intra-craniano.

Mas esta mulher não foi apenas a primeira-dama e mulher do ex-primeiro ministro #Mário Soares, foi também actriz, activista social e política e dedicou uma parte de sua vida ao ensino, sendo ainda uma figura importantíssima para a cultura portuguesa.

Publicidade
Publicidade

Nas suas causas mais nobres destacam-se as suas causas familiares, a criação do "Movimento Emergência Moçambique" e a sua presidência da Cruz Vermelha Portuguesa e da Fundação Aristides de Sousa Mendes.

Mulher de armas, pois para ela não bastava ser a primeira-dama, lutou por causas contra o racismo, xenofobia, antissemitismo e exclusão social, recebendo prémios como a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade e o título de Doutora Honoris Causa pela Lesley University, pela Universidade de Aveiro e pela Universidade de Lisboa.

Uma das suas ultimas aparições públicas foi numa reportagem da RTP guiada pela jornalista Fátima Campos Ferreira e em que recordou momentos emocionantes de sua vida, do exílio politico e da sua fé religiosa.

O seu corpo irá estar em câmara ardente no Colégio Moderno a partir das 18 horas de hoje, sendo o seu funeral amanhã, quarta feira, no cemitério dos Prazeres, após missa na Igreja do Campo Grande pelas 10 horas.

Publicidade

#Personalidades