Nas últimas horas começou a ser divulgada na internet a notícia de que Jorge Jesus vai ser processado pelo #Benfica. De acordo com várias fontes, nomeadamente o Expresso, a base do processo reside no facto de o treinador Jorge Jesus, que terminou o seu contrato com o Benfica em junho deste ano, ter trabalhado para o #Sporting Club Portugal durante esse mesmo período, violando assim o seu contrato com o Benfica. João Gabriel, diretor de comunicação do Benfica, chegou mesmo a acusar Jorge Jesus de “chico-espertismo” e de ser “um deslumbrado que acha que o mundo gira todo à volta dele”. Com base neste facto, o Benfica não chegou sequer a pagar o salário do mês de junho ao treinador, avançando assim com o processo para tribunal.

Publicidade
Publicidade

A prova está à vista de todos, diz o Benfica, pois Jorge Jesus foi anunciado como treinador do Sporting a 5 de junho. João Gabriel afirmou: “De facto, quem está oito horas a trabalhar em Alcochete é porque executa um contrato de trabalho, ou acha que o presidente do Sporting, em declaração pública feita com pompa e circunstância, anuncia em 5 de junho Jesus como treinador do Sporting sem haver um contrato?"

Embora existam contratos e os mesmos sejam para cumprir, não existirá aqui um mal-estar geral dos encarnados pelo facto de o treinador que conseguiu tanto para o Benfica nas últimas épocas se ter transferido para o rival Sporting?

De notar ainda que, efectivamente, Jorge Jesus poderá não ter procedido correctamente. Basta ver o exemplo da sua atitude para com Jonas no último Benfica-Sporting na Supertaça ou os SMS que o treinador enviou aos jogadores do Benfica e que vieram a público. Mas justificarão estas atuações o processo em causa?

Será esta a forma escolhida pelo Benfica para desestabilizar o início da época, ou terá o Benfica razão e existe mesmo matéria para um processo judicial? Estas são algumas das perguntas que muitos se fazem neste momento e para as quais teremos resposta dentro em breve com o desenrolar de mais esta telenovela #Futebolística…

Uma coisa é certa: a ser verdade e a confirmarem-se as datas dos contratos, o Benfica irá começar a época com um superavit de 7,5 milhões de euros!