Rui Vitória teve um percurso cem por cento perdedor na pré-temporada encarnada e os adeptos, bem como a direcção, já começam a duvidar das capacidades do técnico. Enquanto nas redes sociais a maioria dos benfiquistas questiona as opções e os resultados de Rui Vitória, segundo avança o “Correio da Manhã”, a falta de aposta nos jogadores da formação está a causar mau estar internamente. Por isso mesmo, o resultado da Supertaça pode ser decisivo para o futuro a curto prazo do técnico benfiquista. Mas será este o principal culpado quando o clube não lhe dá as mesmas condições que deu para todo o sucesso de Jorge Jesus?

Ao contrário dos anos anteriores, a pré-temporada do #Benfica, actual bi-campeão nacional, está a desiludir os milhões de adeptos benfiquistas que diariamente observam os seus principais rivais a reforçarem-se com jogadores de peso e a apresentarem bons resultados.

Publicidade
Publicidade

Iker Casillas, Imbula e Boateng são contratações de qualidade mundial que reforçam os plantéis de FC Porto e #Sporting, enquanto o Benfica demonstra uma postura estranhamente passiva neste mercado de transferências.

Na verdade, o Benfica já expressou a vontade de cortar custos com o seu plantel profissional com a intenção de apostar realmente na sua formação, contudo Rui Vitória não está a ir ao encontro das pretensões da sua direcção, causando um aparente desagrado interno, como noticiou o “Correio da Manhã”. O Benfica tem vindo a somar múltiplas derrotas e o ataque benfiquista, agora sem Lima, tem dado poucos frutos, algo que tem vindo a desagradar muito os adeptos encarnados, habituados a um excelente nível de jogo exigido pelo agora treinador do rival Sporting, Jorge Jesus.

A poucos dias da Supertaça, acredito que Rui Vitória tem um verdadeiro teste de fogo para a sua continuidade no clube.

Publicidade

Caso vença, as suas posições, já de si extremadas com a sua direcção, podem rapidamente transformar-se em insustentáveis. “Ainda bem que a pré-temporada terminou”, afirmou Rui Vitória, claramente começando a sentir a pressão dos resultados e as dúvidas dos adeptos. Será que Jorge Jesus, com toda a sua experiência, vai aproveitar o momento débil que vive o Benfica, numa altura em que o leão ruge com uma força há muito tempo não vista?