As #Eleições legislativas aproximam-se e neste cenário são vários os partidos políticos que apostam tudo para ganhar o maior número de votos. Mas até onde conseguem chegar nas suas campanhas? O que andam a fazer os principais partidos políticos? Aproxima-se Outubro de 2015 e mais uma vez o país vai a votos para eleger o nosso futuro Primeiro-ministro. Sabemos que o estado do país não é dos melhores e várias foram as indicações para a mudança das suas campanhas, tanto que a televisão seguirá certos acordos impostos pelo Parlamento.

Uma vez mais temos como grandes partido políticos o PS (Partido Socialista), encabeçado por #António Costa, e o PSD (Partido Social Democrata) encabeçado pelo actual Primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, em coligação com o CDS-PP. Relativamente à campanha eleitoral, a mesma irá decorrer entre os dias 20 de Setembro e 2 de Outubro do presente ano.

Publicidade
Publicidade

No entanto, muita foi já a publicidade de rua feita e não é que tudo valeu? Temos o exemplo de António Costa, que viu a sua principal publicidade ser arruinada quando alguns dos figurantes dos seus anúncios vieram desmentir as frases que estavam associadas ao seu rosto. Isto levou mesmo a que o seu chefe de campanha se demitisse. No entanto, o PS não é apenas perseguido por esta situação, pois o país não consegue esquecer o caso do antigo Primeiro-ministro José Sócrates. Recentemente também veio a público e é visível no site do PS a carta que António Costa escreveu aos eleitores indecisos para os tentar convencer a votar PS, e onde se pode ler que "é possível fazer diferente e fazer melhor".

No caso do seu principal opositor, e partido actualmente a governar o país, as coisas também não estão favoráveis e o país não esquece o estado em que se encontra e as medidas de austeridade implantadas.

Publicidade

No entanto, não baixam os braços para tentar convencer os eleitores de que tudo irá melhorar. Exemplo disso, e que não podemos esquecer, foi o caso que ocorreu com a colocação de professores no passado ano lectivo. Para combater isso e tentar apagar o erro cometido, foi anunciada a colocação de mais horários disponíveis para professores contratados com o objectivo de combater os maus resultados dos alunos, e também foi anunciado o financiamento de mais 651 novas turmas de colégios. 

Mas, será que pensam que os eleitores não percebem que tudo não passa de uma estratégia para ganhar votos? Será que vale mesmo tudo neste país? Vocês sabem a resposta!  #Governo