Ultimamente todos os cidadãos têm sido mais vezes expostos à palavra “debate”. Uma pessoa que não tenha estado atenta ao calendário eleitoral depreende deste facto que a qualquer momento podem realizar-se #Eleições e deve ter especial atenção a estas guerras de argumentos que vão acontecendo para que na hora de praticar o sufrágio já esteja familiarizado com as opções que terá.

 A importância dos debates é maior para um cidadão que não conheça a programação televisiva, pois este é, com certeza, um cidadão desprotegido das lesões provocadas por múltiplos arremessos de argumentos de que será alvo quando ligar a televisão. Para desespero, sempre que mudar de canal continuará a ser atacado, até que se renda e escute.

Publicidade
Publicidade

Pode então imaginar que está a assistir a um jogo de futebol, onde os moderadores fazem cruzamentos com perguntas; os candidatos que debatem tentam cabecear a pergunta em direção ao adversário, dando-lhe até algum efeito e força ou, por vezes, deixam que a pergunta passe por eles, baixando a cabeça.

E para os que não tenham assistido ao debate, a importância está em consultar os jornais para descobrir nesse meio de comunicação quem foi o vencedor e quem foi o vencido, pois para quem assiste em direto a dúvida da existência de vencedor permanece.

Ainda num âmbito de analogia: pode sempre existir uma segunda mão, ainda que sempre em campo neutro. Sendo que o último debate permanece sempre mais vivo na memória, é de esperar que os candidatos captem mais a atenção dos eleitores nesta segunda mão, pois só vencerá quem por força argumentativa demonstrar aos especialistas que consegue seduzir os cidadãos mais desatentos.

Publicidade

Só uma palavra de desagrado para com as medidas de cronometragem que são aplicadas. Na realização de debates, dada a grande importância das temáticas (cidadãos desatentos) seria de esperar que estes fossem mais extensos para esclarecimento da sociedade. Uma vez que são marcados debates duas ou três semanas antes do acto eleitoral, não se pode exigir rapidez na execução da argumentação.