A escola é um lugar onde somos felizes. Felizes porque aprendemos, porque nos instruímos, porque podemos ser o que queremos com a ajuda dos nossos professores. Só quem vai à escola sabe realmente o que é a #Educação. Quem não vai fica-se pela ignorância da vida. Em Portugal a educação é sempre vista desta forma.

Este era o meu pensamento. Toda a minha vida fui “iludida” com a ideia de que a escola é muito positiva, é repleta de coisas boas e só nos faz bem. Mas não é assim. Não é de todo assim. Posso dizer que o meu pensamento em relação à escola mudou radicalmente de um dia para o outro. Não mudou apenas porque sim. Mudou porque alguém me mostrou o outro lado da escola.

Publicidade
Publicidade

Aquele lado que a própria escola tenta esconder. Pois é. A escola também discrimina, também julga e por mais que digam que é mentira, não é.

A escola quer que todos sejamos iguais, mas não somos. A escola ensina que os problemas da vida ficam lá fora. Então se é assim, quem é que nos ajuda a superar os problemas do foro emocional? Ninguém. Temos de ser nós a superar sozinhos. E é aqui que depois entram os psicólogos e psiquiatras que tentam devolver-nos o nosso bem-estar psicológico.

Também dizem que a escola não educa, apenas forma. Então e aqueles que não trazem educação de casa porque os pais também não a possuem? Se não a possuem não a podem transmitir. O que é feito destes alunos? Para eles a escola não tem lugar.

E depois também há aqueles que sabem muito sobre a vida, que possuem imensos saberes.

Publicidade

Mas como não percebem a importância da matéria que é “despejada” na escola são postos de lado. E isto sim é discriminar. Isto significa que uma pessoa que saiba lavrar a terra, cuidar dos campos, tratar dos animais, trepar árvores para colher fruta é inferior a uma pessoa que saiba quem inventou o primeiro avião, quem inventou a lâmpada ou até quem escreveu o mais antigo livro da história.

Segundo a escola é assim que funciona. Então a minha questão é: Em que circunstância da vida é que eu vou utilizar o facto de saber quem inventou a lâmpada? Verdade seja dita, nunca. Mas se eu souber tratar de um campo com certeza isso vai servir-me para a vida toda. Na escola ninguém é valorizado por trabalhar horas a fio a ajudar os pais, porque isso não interessa para nada, não nos dá emprego.

Isto não é de todo um desincentivo a quem gosta de estudar, a quem gosta de ir à escola, porque até eu gosto. Não posso é fechar os olhos ao que se passa dentro dela. Não posso e ninguém pode. Porque todos juntos temos que ser capazes de mudar este sistema. Não podemos deixar que continuem a “formatar” o nosso cérebro para aprender o que eles querem ensinar. Sim, porque na escola ninguém aprende o que quer. Aprendemos o que está no programa que alguém definiu. Apesar de termos a possibilidade de escolher o curso que queremos, dentro desse curso as disciplinas já estão programadas. Parem para pensar e sejam capazes de ver mais além. Só assim conseguiremos criar um #Ensino possível para todos.