Tudo serve à propaganda Norte-Coreana para mostrar ao estrangeiro que deve seguir os ideais de Pyongyang. Mas a Coreia do Norte não passa de uma mentira; além de produzir propaganda anti-Estados Unidos para que a sua população desenvolva ódio pela sociedade ocidental, anuncia algumas invenções que, porém, não se aproximam de qualquer invenção do "nosso" mundo. Mais recentemente, a Coreia do Norte terá editado imagens do lançamento de um míssil balístico, que uma organização não-governamental norte-americana considera ter explodido pouco depois de ser disparado. Mas isso não é a realidade e não é a única situação em que a Coreia do Norte tenta falsificar imagens ou documentos para mostrar um bom lado, que não tem, ao mundo.

Publicidade
Publicidade

Quando os turistas visitam a Coreia do Norte, o governo obriga-os a circular só por certas zonas e acompanhados por, pelo menos, um guia. Mas porquê obrigar os turistas a serem acompanhados por um guia? Com o que vai saber sobre este país, de certeza, que irá deixar de ter qualquer dúvida.

A Coreia do Norte apresentar-se como o país mais poderoso do mundo e pretende também mostrar ao estrangeiro que a sua população é a mais feliz do mundo, mas isso não é verdade. Existe um único hotel para estrangeiros no país, e os sítios por onde os turistas passam são "falsos". Possuem lojas, com produtos falsos, que para nada servem e pelas ruas passam pessoas fieis do governo. A parte má do país não é permitida para a visão dos estrangeiros, mas nós sabemos o que se passa naquele país; eles é que não sabem nada sobre o que se passa cá.

Publicidade

Ao dizer-lhe que a maioria dos norte-coreanos não sabe que o homem foi ao espaço, você não vai acreditar, mas acredite que é verdade. Além disso, o governo do país transmite ao povo que os Estados Unidos são os responsáveis pela situação do país e que a Coreia do Sul faz parte da Coreia do Norte mas, com a ajuda dos capitalistas (os norte-americanos), separou-se e agora está sob o seu poder. As crianças aprendem músicas contra os Estados Unidos. Homens e mulheres têm que escolher entre um determinado número de cortes de cabelo escolhidos pelo governo, pois ninguém pode imitar o corte de cabelo de Kim Jong-un.

A Coreia do Norte é o país mais corrupto do mundo e estima-se que nos anos 90 tenham morrido 2 milhões de pessoas à fome. Apesar da pobreza extrema no país e da fome, o maior estádio de futebol do mundo está em Pyongyang, capital do país. Cortes de energia são habituais para a maioria da população e, curiosamente, 98% das estradas do país não têm asfalto. Nos anos 90, além da fome extrema, os professores tinham que saber tocar acordeão para exercer a sua profissão.

Publicidade

Acrescem duas #Curiosidades bastante interessantes. Primeira, o site de humor "The Onion" indicou Kim Jong-un como o líder mais sexy do mundo; apesar de ter sido uma brincadeira, a China acreditou. Segunda, segundo pesquisadores norte-coreanos, o país mais feliz do mundo é a China, seguida pela Coreia do Norte.

No país, os cristãos são perseguidos e estima-se que cerca de 0,85% da população faz trabalho forçado em campos de concentração. Todas as casas têm que ter um rádio, que não pode ser desligado, e a internet é proibida no país, tal como telemóveis e carros. Só os mais ricos e poderosos têm acesso a esses privilégios. Em Pyongyang são proibidos cães para não sujarem a cidade. Registos oficiais do governo apontam que o Líder Supremo Kim Il-Sung escreveu 1,5 mil livros em três anos e compôs seis óperas completas, aprendeu a andar com três semanas de idade e já sabia falar com oito semanas.

Na Coreia do Norte estamos no ano 105, já que Kim Il-Sung nasceu há 105 anos. O porte e o consumo de cannabis é legal, não sendo considerada uma droga. Há eleições a cada 5 anos e só há um candidato, e em caso de desastre natural ou guerra, há bunkers para guardar as estátuas dos líderes da nação. Infelizmente é esta a verdade! #Política Internacional