Na madrugada de segunda-feira, uma patrulha da GNR terá ordenado ao condutor de uma mota que circulava sem matrícula e sem luzes, em Delães, Vila Nova de Famalicão, que parasse. Porém, o mesmo prontamente desobedeceu e fugiu em direção à sua casa. Os militares da GNR em questão seguiram o individuo até à sua casa, e ao ter sido abordado, virou-se contra a patrulha da GNR de Riba de Ave e agrediu mesmo um dos militares.

Já no interior da habitação, dois irmãos do condutor perseguido vieram em seu auxílio e atacaram também os militares. Um deles terá atacado mesmo um dos guardas com um pau, causando-lhe uma fractura, pelo que teve que ser suturado e hospitalizado. E o pai dos três lançou ainda um vaso da janela da habitação em direção à patrulha.

Publicidade
Publicidade

Posteriormente ao pedido de reforço, e já com as patrulhas da GNR de Famalicão, de Joane, e de uma equipa do Pelotão de Intervenção Rápida no local, os 4 indivíduos foram detidos, mas ainda conseguiram agredir um outro militar, partindo-lhe um dedo.

O mais novo dos 3 irmãos, como já tinha cadastro, e inclusivamente tinha saído da cadeia no sábado passado, teve como medida de coacção a apresentação no posto da GNR de Riba de Ave 2 vezes por semana. Aos restantes foi aplicada a apresentação semanal... mas ficaram todos em liberdade.

Mas agora pergunto-me eu, ficaram em liberdade porquê? Afinal um deles até tinha saído recentemente de uma cadeia, e o que fez ele? Na primeira oportunidade que teve, desrespeitou logo uma patrulha da GNR, não parando quando lhe foi solicitado, conduziu um veiculo motorizado sem matrícula e sem luzes, e ainda agride representantes de autoridade, e nem em prisão preventiva fica?? Mas que justiça é esta??

Um militar ficou com um dedo partido, ainda teve que ser suturado e hospitalizado, e o agressor fica em liberdade com simples apresentações num posto???

E se fosse ao contrário?? Se tivessem sido os militares da GNR a terem mandado um deles para o hospital?? Tinham aparecido logo nos jornais, as televisões tinham aberto telejornais com tal acontecimento e as associações do costume já estavam por aí a criticar a acção policial, a dizerem que mais uma vez tinham sido violentos! Pois é....

Publicidade

mas a televisão não apareceu, as noticias foram mínimas nos jornais e nenhuma associação veio a publico defender os militares da GNR...porque será???

O que eu acho é que, enquanto os tribunais não começarem a punir severamente estes casos, eles não vão desaparecer, muito pelo contrário. Vão aumentar cada vez mais e acabarão por se tornar muito piores, porque os criminosos observam que acabam sempre por ficarem impunes!

Os militares da GNR protegem e defendem os cidadãos...mas afinal quem os protege e defende a eles??? Pois é, aqui está uma pergunta que eu gostava mesmo de saber a resposta.... #Polícia