Uma das funções mais importantes numa sociedade é a exercida pelos polícias. É essencial para todos nós, podermos contar com eles para nos defender e proteger quando precisarmos. Infelizmente, existem algumas ocasiões em que a imagem e a actuação da #Polícia acabam por ficar deturpadas, o que provoca certamente uma certa distância entre os cidadãos e a instituição.

Sabemos que a lei não é feita pelos polícias, mas são eles que a fazem cumprir, e para conseguirem isso tudo farão. Para que a ordem seja seja assegurada e mantida, os polícias trabalham 24 horas por dia e 365 dias por ano, para que todos nós possamos estar em segurança! Como tal, os polícias possuem um papel preponderante na nossa sociedade, mantendo a segurança pública e ainda defendendo e protegendo pessoas e bens!

Mas a cada dia que passa, com o aumento da criminalidade e das próprias dificuldades inerente ao seu estatuto social, temos cada vez menos pessoas a desejarem ser polícias. Mas felizmente ainda existem pessoas que possuem a vontade de proteger e servir aos seus semelhantes, mesmo com tantas dificuldades.

Publicidade
Publicidade

Ou seja, ainda temos homens e mulheres com coragem e com vocação para serem polícias. Pois só mesmo um polícia é que saberá o peso que carrega quando coloca a sua farda. Não é a farda que faz um polícia, mas sim, o homem ou a mulher que a veste.

E muitas vezes a coragem que os polícias tanto necessitam surge através de um sorriso sincero e da gratidão de alguém a quem eles já deram a mão e salvaram. Eles não pretendem medalhas nem troféus; apenas um sorriso, ou um simples gesto de reconhecimento .

É um dado adquirido que sem limites não poderemos ter cidadania, mas sem polícia, nunca teremos nenhuns limites! A polícia sempre foi e será a linha que separa a desordem da ordem.

A polícia acaba por ser um pouco como Deus, só é lembrada quando é necessária e em momentos de aflição! Infelizmente muita gente só se lembra da autoridade quando está em dificuldades ou em perigo.

Mas nunca se esqueçam da citação do escritor francês Honoré de Balzac:

“Os governos passam, as sociedades morrem, mas a Polícia é eterna.”