Se é como eu e faz diariamente 100 quilómetros com ida e volta para o trabalho, este artigo é para si. Para chegar de Ovar à Maia, onde trabalho, estas são as opções que tenho em conta para poupar.

Escolher a rota e o horário

Normalmente escolhemos a rota mais curta ou com menos portagens para chegar. No entanto, se esta for a rota com mais trânsito e constantes travagens, iremos gastar mais combustível. O horário também é muito importante; se for possível evitar a hora de ponta, tanto melhor. Há sempre mais do que uma maneira de chegar ao mesmo sítio.

Carsharing

Ao partilhar as idas para o trabalho com três colegas, apenas levo o carro uma vez por mês.

Publicidade
Publicidade

Se levasse o carro todos os dias, teria que encher o depósito 3 vezes por mês. Assim, apenas encho uma.

Estilo de condução

Algo que aprendi ao ver a série Mythbusters, no Discovery Channel (e nas muitas horas no pára-arranca na VCI/ Arrábida): a nossa disposição afecta a nossa condução. Apesar do trabalho dar muitas dores de cabeça, e às vezes nos depararmos com condutores que nos tiram do sério, conduzir relaxado vai poupar combustível. 

Escolher o melhor combustível e bomba para abastecer

É importante escolher o combustível que melhor rendimento dá ao meu carro. Da minha experiência, e apesar de o combustível de marca branca ser na teoria mais barato, ao durar para menos quilómetros, irei ter que abastecer mais vezes. É uma das situações em que o barato sai caro. Faça bem as contas (mesmo quando existem promoções - algumas apenas são publicidade enganosa) e opte pelo combustível que melhor performance dá ao seu carro.

Publicidade

Enrosque bem a tampa do depósito para o combustível não evaporar. 

Aproveitar as descidas

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não se deve colocar o carro em ponto morto nas descidas. Conduzir em ponto morto não só consome mais como poderá ser um risco de segurança. Para aproveitar melhor as descidas, deixe de acelerar no topo e apenas volte a acelerar ao chegar ao fundo da descida, de forma a aproveitar a inércia que a descida proporciona, mantendo a mesma velocidade. De igual forma, se for necessário reduzir a velocidade, ao travar com o motor o consumo reduz. 

Antecipar o trânsito

Isto é, tentar evitar acelerações rápidas e travagens bruscas. Se ao fundo o trânsito começa a travar, começar por levantar o pé do acelerador e reduzir a mudança. Mantenha uma velocidade constante.

Manutenção em dia

De acordo com o Autoportal, uma postura relaxada no trânsito e a manutenção da correta pressão dos pneus irão resultar numa redução de dois litros a cada 100 Km, além de prolongar a vida do pneu e melhorar a performance.

Publicidade

Os carros mais antigos, como o meu, por vezes "comem" óleo, pelo que verifico a cada 5000 Km e adiciono mais um pouco, se necessário.

Estacionamentos

Quando vai ao supermercado anda às voltas à procura do lugar disponível mais perto da entrada? Estacione no primeiro lugar que encontrar, e de preferência sem ter que fazer manobras em marcha atrás ao sair. Ao arrancar de marcha atrás o carro consome mais combustível. Além disso, caminhar mais uns metros até à entrada só faz bem. Evite também deixar o carro ao sol. O calor do sol faz com que tenhamos que ligar o ar condicionado e favorece a evaporação de combustível. #Combustíveis #Viagens