Quem estava à espera de ver Bernie Sanders conseguir um empate técnico contra a grande favorita Democrata Hillary Clinton? E quem estava à espera que Ted Cruz ultrapassasse Trump, e com uma margem considerável? Eram coisas inimagináveis, mas que se tornaram uma verdade esta segunda-feira à noite. À medida que as horas passavam, já não havia dúvidas, Ted Cruz venceu as primeiras primárias Republicanas, realizadas no Estado de Iowa e, sem surpresas, Hillary Clinton foi a vencedora do lado Democrata, mas com uma vantagem que gera ainda mais interesse para as próximas primárias.

No próximo ato eleitoral, que se realiza no estado de New Hampshire, poderemos ver uma surpresa enorme do lado Democrata.

Publicidade
Publicidade

Trump surge como favorito à vitória no pequeno estado de Nova Inglaterra, tal como acontecia em Iowa, onde acabou por perder; já do lado Democrata há poucas dúvidas, Bernie Sanders deverá vencer no estado vizinho ao estado onde ganhou renome, Vermont, e com maioria absoluta.

Antes das primeiras primárias, davam-se como certas as vitórias de Trump nos republicanos e de Hillary Clinton nos democratas e com margens mais ou menos confortáveis. Mas a verdade, é que com os primeiros resultados, a conclusão é que as sondagens não são lá muito confiáveis. O polémico Donald Trump acabou em 2º na corrida Republicana no estado de Iowa e a ex-Secretária de Estado, e ex-primeira-dama, ganhou mas com uma margem demasiado curta.

Nos Republicanos, Ted Cruz ganhou com cerca de 28% dos votos, seguindo-se Trump com 24% dos votos e Marco Rubio que acabou por ficar muito perto do 2º lugar, com 23%.

Publicidade

Nos democratas, 49.8% dos votos para a vencedora, Clinton, e 49.6% para Bernie Sanders. O ex-governador de Maryland, O'Malley, obteve menos de 1% dos votos e acabou por desistir da corrida presidencial, reduzindo o número de candidatos Democratas a apenas 2, contra os 11 qu ainda permanecem do Partido Republicano. Ben Carson foi o 4º mais votado com 9% dos votos. Jeb Bush, irmão de George W. Bush  é outro dos candidatos Republicanos às Presidenciais.

Primeiro, falemos no enorme sucesso que tem causado ânimo e esperança nos jovens, Bernie Sanders. É candidato pelos Democratas mas autodenomina-se socialista. Defende que as universidades devem tornar-se gratuitas graças à criação de um imposto sobre a especulação no mercado financeiro, principalmente em Wall Street. Considera que na crise financeira de 2008 foi a classe média a socorrer os bancos de Wall Street e que agora é a vez de Wall Street retribuir. Além disso pretende que a educação, bem como a saúde, se tornem completamente gratuitas e para todos.

Publicidade

Inspira-se nos países Europeus, em especial Nórdicos, e é um crítico do aquecimento global defendendo políticas mais verdes e sustentáveis. Também não é dado a intervenções militares no estrangeiro e no passado, esteve entre os que votaram contra o envio de tropas para o Iraque. Sendo, talvez, o candidato mais liberal de todos, defende de que as armas são um direito e não tem o objectivo de criar mais restrições nessa área. Podemos afirmar que é, de todos, o candidato mais ambicioso e progressista. É um enorme crítico da classe mais rica, atacando o facto de a grande maioria da fortuna estar concentrada numa pequena percentagem da população, criticando ainda a influência de Wall Street.

Hillary Clinton, também liberal, pretende, ao contrário do seu adversário, criar mais restrições na venda de armas, mas também conta com os objectivos, em comum com o seu adversário, de combater as alterações climáticas e de melhorar a saúde e a educação no país, disponibilizando-os a mais pessoas. Donald Trump é o mais polémico de todos, fazendo afirmações discriminatórias em relação às mulheres, aos muçulmanos, a mexicanos e a imigrantes. Ted Cruz e Marco Rubio são bastante conservadores, querendo restrições nas armas e criticando o acordo nuclear com o Irão além de serem bastante céticos no que toca ao casamento homossexual. Há que esperar para ver os próximos resultados! #Eleições #Política Internacional #EUA