Segundo a edição do Correio da Manhã deste domingo (29 de maio), no posto da GNR de Canedo, em Santa Maria da Feira, o comandante terá definido a obrigatoriedade de serem passadas 500 multas por mês. Fica assim a "caça à multa" determinada de forma verbal pelo primeiro-sargento Esmeraldo Dias, estando isso já a causar alguma indignação nas pessoas das localidades que são policiadas por esse mesmo efetivo da GNR.

No entanto, ainda segundo o próprio Correio da Manhã, o comando de Aveiro da GNR terá negado o facto de ter dado indicações para aumentar ou definir o número de multas.

É o próprio comandante do posto da GNR de Canedo que dá o exemplo, pois mesmo estando de folga, levanta autos em parques de estacionamento dos supermercados quando observa qualquer infração.

Publicidade
Publicidade

Até o próprio presidente da Junta de Freguesia de Canedo foi já um dos visados, pois o carro do autarca foi multado por estacionamento em cima do passeio, em frente do próprio edifício da autarquia.

No dia 14 de maio realizou-se uma prova desportiva nas Caldas de São Jorge, evento esse que juntou milhares de pessoas. Durante essa mesma prova, o comandante, que estava a fazer um gratificado, terá mesmo chamado uma patrulha especificamente para os agentes irem autuar os carros que estariam mal estacionados.

E pelo que parece, só nessa noite, foram mais de 100 os automóveis que foram multados.

As multas aumentaram, e em contrapartida a criminalidade participada diminuiu, pois a população pelos vistos, é mesmo desencorajada a apresentar denúncias. Uma vitima terá ainda afirmado ao Correio da Manhã o seguinte: "Fui apresentar queixa por agressão e não aceitaram.

Publicidade

Só o pude fazer após ter ido ao Instituto de Medicina Legal e apresentar relatório médico".

A criminalidade participada não diminui se se desencorajarem denúncias das supostas vitimas; muito pelo contrário, apenas fica escondida, o que pode vir a tornar-se grave. Quanto ao aumento das multas, só vem é instalar mau ambiente entre a população e o próprio efectivo da GNR de Canedo. #Polícia