Na tarde desta terça-feira (24 maio), aproximadamente pelas 15 horas, o trânsito da Avenida dos Aliados, na cidade do Porto foi cortado temporariamente. Numa cabine telefónica dessa mesma avenida, mesmo em frente às instalações da Agência Abreu e próximo de uma entrada de metro, apareceu um embrulho suspeito, que colocou logo em alerta os portuenses. De imediato, as forças policiais procederam ao encerramento de toda a zona circundante.

O corte de trânsito foi efectuado no sentido descendente da Avenida dos Aliados, assegurando um perímetro de segurança de modo a garantir os trabalhos da Brigada de Minas e Armadilhas do Comando da #Polícia de Segurança Pública do Porto. Após a zona ter sido vistoriada pelas forças policiais, concluiu-se que se tratava de um falso alarme, pois o que embrulho suspeito continha era apenas esferovite.

Publicidade
Publicidade

O trânsito na Avenida dos Aliados foi novamente reaberto por volta das 16:40 , logo depois da PSP ter dado como terminada a sua acção e ter confirmado que já não existia nenhum perigo.

Este é já o segundo embrulho suspeito encontrado na cidade do Porto sem que se concretize um cenário de perigo real. Estarão as forças policiais da Invicta a ser testadas? Tudo é possível, quando actualmente a ameaça de terrorismo é real, já se encontra na Europa e espreita infelizmente também Portugal!

A PSP é a responsável por assegurar a segurança de pessoas e bens, além de manter e repor a ordem, se necessário, e ainda fazer cumprir a lei. Todos sabemos que não são os polícias que fazem as leis, mas uma coisa é certa, para que elas sejam respeitadas, eles farão tudo, mesmo que algumas vezes possam até nem concordar com elas.

Publicidade

Mas a lei é para ser cumprida!

A PSP da cidade do Porto já foi colocada á prova diversas vezes e respondeu á altura dos acontecimentos. Os portuenses podem estar descansados; as forças de segurança da Cidade Invicta são excelentes profissionais, tudo fazendo para cumprir o seu dever deles com grande determinação, e fazendo jus ao seu lema:"Tudo por todos"!