Domingo foi um dia de emoções fortes para o capitão da seleção lusa. #Cristiano Ronaldo chorou no Euro 2016 de tristeza, ao ver-se incapacitado de ajudar o seu país na final contra a França devido a uma lesão em campo, mas ao final de 120 minutos sofridos chorou de alegria ao levantar a taça de campeões europeus.

Dia 10 de Julho de 2016 marcou a história do futebol português. A equipa das quinas ganha, pela primeira vez, um campeonato internacional, deixando ao rubro um povo de alma quente, cujo fado estaria traçado desde 10 de junho. Coincidentemente, ou não, dia 10 de junho é o Dia de Portugal e foi precisamente esse o dia do início do Euro 2016.

Publicidade
Publicidade

Como se de destino se tratasse, a seleção portuguesa passa a fase de grupos a sofrer, notando-se um crescimento contínuo de jogo para jogo.s

Tristeza e alegria? Cristiano Ronaldo chora!

Aos 10 minutos do primeiro tempo Cristiano Ronaldo vê-se lesionado com uma entrada de Payet, jogador da seleção francesa. Depois de uma saída rápida, o jogador madeirense volta a entrar em campo, dando o último suspiro de guerra, tentando por tudo manter-se na final da competição europeia mais importante do mundo do futebol.

Aos 25 minutos, Cristiano Ronaldo chora novamente, quando se vê impossibilitado de jogar pela sua pátria, neste jogo que era o tudo ou nada para a nação das quinas. O jogo foi duro e, contra tudo e contra todos, Portugal lá se foi aguentando contra as investidas dos franceses, que já demonstravam o cansaço.

Publicidade

Ao fim dos 90 minutos, o jogo estava empatado, não tendo havido golos por nenhuma das partes, contra tudo o que se esperava. De facto, durante toda a competição a França demonstrava ser a favorita e quando souberam que iriam defrontar Portugal na final do Euro 2016, a vitória parecia-lhes muito mais certa. Mas a verdade é que a seleção portuguesa deu luta até ao final e a vitória francesa já não parecia assim tão fácil.

A seleção que eles apelidaram de “nojenta” mostrou a sua garra e os “Bleus” não conseguiram passar a grande muralha da defesa portuguesa.

A título pessoal deixo os meus parabéns ao guarda-redes Patrício, que fez uma exibição brilhante durante toda a competição, assim como neste último jogo que sagrou Portugal como Campeão Europeu de Futebol. Aos 109 minutos, Cristiano Ronaldo chora no Euro 2016 novamente, mas desta vez de alegria, quando Éder marca o golo da vitória. Estão todos de parabéns! E como diria Fernando Pessoa: “Deus quer, o homem sonha, a obra nasce”, mas desta vez cumpriu-se Portugal! #Selecção #Euro2016