As agressões às Forças de Segurança continuam e, desta vez, os agredidos foram elementos do Corpo de Intervenção(CI), uma das 5 sub unidades da Unidade Especial de #Polícia (UEP). Como acontece todos os anos durante a época de verão, esses mesmos elementos do Corpo de Intervenção faziam, na madrugada do dia 23 de julho, patrulhamento de visibilidade na baixa da cidade de Lagos durante a noite, quando foram injuriados e ameaçados, em língua inglesa. E quando eles tentaram aproximar-se para abordar o indivíduo que os tinha injuriado e ameaçado, o mesmo, de imediato, aplicou uma joelhada nos órgãos genitais de um polícia. Mas, posterorimente, acabaria por ser manietado, algemado e detido.

Publicidade
Publicidade

Nos últimos três dias, é a segunda vez que o individuo do sexo masculino, de 33 anos, de nacionalidade polaca, é detido na baixa da cidade de Lagos por, sem motivo aparente, ter agredido agentes do Corpo de Intervenção da Unidade Especial de Polícia (UEP). Antes do episódio da madrugada do último sábado, esse mesmo homem já tinha agredido a soco e pontapé um dos agentes da UEP que o tinha abordado igualmente na sequência de desacatos na baixa da cidade.

No início do ano, o mesmo indivíduo já tinha estado envolvido em agressões a uma patrulha da PSP daquela cidade.

A agressão obrigou o polícia a receber tratamento médico depois de ter sofrido várias escoriações ligeiras. O indivíduo foi depois transportado para a esquadra da PSP de Lagos, mas, apesar de este já ser o terceiro episódio de agressão a elementos policiais desde o início deste ano, o mesmo não ficou detido e foi apenas notificado para ser presente a tribunal na próxima segunda-feira, 25 de Julho, onde vai ser ouvido por um juiz, para que lhe possam ser aplicadas as devidas medidas de coação.

Publicidade

Esperemos que o juiz se decida por uma medida de coacção correcta e adequada, e que esse indivíduo tenha o castigo que merece.

As Forças de Segurança são frequentemente vítimas de agressões no seu dia a dia e no cumprimento das suas missões e deveres. Até quando isso vai continuar?? Até aparecer um juiz com coragem capaz de condenar sem medo estes indivíduos!! Haja respeito por quem nos protege e defende, por quem dá a vida por nós se preciso for e para quem representa a lei e a ordem.

E ainda dizem que ser polícia não é uma profissão de risco? Mais uma vez fica comprovado que é. #Crime