Infelizmente, pelo que podemos constatar em Portugal, já nem as instalações policiais estão a salvo. A Esquadra da Bela Vista, no Porto, é mesmo conhecida por ser uma "super esquadra", visto que é também a sede do destacamento do Corpo de intervenção (CI) do Norte.

Mas esta sexta-feira, um pouco depois da meia noite, um elemento do sexo masculino, com 29 anos, aproveitando-se de um momento em que não se encontrava nenhum agente por perto, entrou nessa mesma esquadra da Bela Vista e encaminhou-se para a zona dos balneários. Aí chegado, apoderar-se de bens de vários agentes, mesmo no interior das camaratas dos homens do destacamento do Corpo de Intervenção.

Publicidade
Publicidade

No entanto, acabou por ser surpreendido por um agente, quando se preparava para guardar um cinturão da PSP, que continha uma pistola, numa mochila que já teria mais objetos furtados. O suspeito ainda tentou fugir, mas não teve sucesso e foi de imediato imobilizado.

Posteriormente, ficou detido nas instalações da PSP. Deverá ser apresentado brevemente a um juiz, para saber as medidas de coação. A PSP encontra-se agora a averiguar como é que o homem entrou na esquadra sem ser detectado pelos agentes.

Pelo que parece, o suspeito encontra-se desempregado e a morar no Porto, já possuindo cadastro por crimes de roubo e furtos.

A "super-esquadra"

As instalações da PSP na Bela Vista, localizadas na Rua Monte Aventino, abrangem várias valências, sendo uma delas o destacamento do Corpo de Intervenção do Norte. 

Há muito tempo que este estabelecimento apresenta graves problemas, tendo já sido reclamada a reabilitação desse mesmo espaço pela Associação Sindical dos Profissionais da #Polícia (ASPP) no já longínquo ano de 2004, segundo Paulo Rodrigues, o presidente desse mesmo sindicato.

Publicidade

Paulo Rodrigues afirmou ainda que quer que haja mais sensibilidade por parte do governo, para que situações como a que sucedeu hoje não voltem a acontecer por falta de condições e segurança nos edifícios.

A segurança das instalações policiais é vital para o bom funcionamento das mesmas e para os próprios profissionais que nelas trabalham.