Durante a tarde deste sábado (22 de Outubro), na Amadora, um agente da #Polícia de Segurança Pública (PSP), da divisão de Loures, que se encontrava de folga, impediu um assalto e agressões a duas mulheres. O assaltante era um homem com 38 anos e já com antecedentes criminais. Enquanto estava a ser detido, o suspeito agrediu e feriu o agente na cabeça com uma faca. E mesmo ferido, o agente cumpriu o seu dever.

O agente e o assaltante acabaram ambos feridos, pelo que foram assistidos de imediato no local pelos bombeiros e o INEM, que também lá estavam. Posteriormente, foram ambos transportados para o hospital e após serem tratados, e por não precisarem de mais vigilância ou cuidados, acabaram por receber alta.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, o detido, que estará acusado de roubo e ofensas à integridade física, irá ser presente ao Tribunal de Sintra para primeiro interrogatório judicial e aplicação da medida de coação, na próxima segunda-feira (24 de Outubro).

Polícias agredidos em serviço e fora dele

Cada vez mais os polícias são agredidos e até mortos no cumprimento do dever. Neste caso, um agente da PSP foi agredido e até estava de folga, mas ao ver duas mulheres a serem assaltadas e agredidas, não conseguiu ficar sem fazer nada e agiu.

Tudo porque os polícias, mesmo estando de folga ou de férias, nunca viram as costas a situações de desacatos, de desordens e de violência. Eles são polícias sempre, e mesmo sem farda, eles agem para defender e proteger os outros quando necessário.

PSP e GNR podem orgulhar-se dos seus profissionais

Tanto a Polícia de Segurança Pública, como a Guarda Nacional Republicana, devem orgulhar-se dos homens e mulheres que fazem parte das suas fileiras, pois eles honram essas mesmas instituições dentro e fora de Portugal.

Publicidade

Mais uma vez se confirmou a perigosidade e o risco da profissão de polícia. Na verdade, são já demasiados os casos que têm vindo a ocorrer e que colocaram em risco agentes policiais, sendo que alguns ficaram gravemente feridos e outros perderam mesmo a vida. #assalto na amadora #Crime