A origem vem de dois mártires cristãos diferentes; os costumes vêm de um antigo festival romano chamado Lupercalia, que se realizava a 14 de fevereiro. Esta celebração homenageava a fertilidade de Juno (deusa da mulher e casamento) e Pan (deus da natureza).

Publicidade

Este dia, basicamente, é de comércio. Não me digam que é precisamente nesta altura que se encontram os amores perdidos ou as diferenças entre pessoas são resolvidas. Este dia é somente um negócio, com as marcas a investirem em marketing para alcançar o maior número possível de casais com os seus produtos. A seguir ao Natal, esta será talvez a segunda maior altura de consumo excessivo no nosso país.

Publicidade

Não digo isto para menosprezar ninguém, até porque eu também me incluo nesta situação de consumo, embora os gastos à partida serão sempre muito menores do que no Natal. Nesta altura apenas se devem oferecer lembranças. Penso que um tablet, por exemplo, não será uma lembrança, mas sim uma prenda.

Mas nem só de presentes vive este dia. Os restaurantes têm noites temáticas direcionadas somente para casais, em que as ementas são feitas propositadamente para esta ocasião com valores um pouco acima do habitual. Mas também os hotéis e pensões vivem à conta deste evento. Os namorados que ainda não moram juntos costumam passar esta noite juntos, logo procuram locais onde possam pernoitar e, mais uma vez, os preços fogem um pouco ao habitual.

E quem tiver o azar de nascer nesta data? Vai viver sempre à sombra do #dia dos namorados? Não poderá festejar o seu aniversário na sua data, porque diz a tradição que deve passar este dia com a mulher ou companheira.

Publicidade

E os amigos como fazem? Irão ao aniversário com a companheira ou irão para um jantar romântico a sós? E quem for casado e com filhos, como passa esta ocasião?

São muitas perguntas e poucas respostas, mas na minha modesta opinião, este dia vale o mesmo do que todos os outros. Não será bom ouvir um "amo-te" em todos os outros dias, ao deitar e ao levantar? O que torna esta data tão especial? Sinceramente, não o entendo. Para mim, todos os dias são de #S. Valentim. Devemos mimar as nossas companheiras todos os dias do ano e não somente neste dia. #Negócios