Foi pelas 14.00 horas desta terça-feira (31 de janeiro), em São Domingos de Rana, que um cidadão alertou a #Polícia de Segurança Pública (PSP) de Cascais, para o facto de ter avistado dois homens com comportamento suspeito no parque de estacionamento do supermercado E. Leclerc. De imediato a PSP enviou dois agentes ao local para tentarem perceber o que realmente estava a acontecer. Mas assim que os dois indivíduos se aperceberam da presença policial, e foram abordados pelos agentes, não reagiram da melhor forma. E uma vez que se encontravam no interior da viatura, um deles fez mesmo marcha-atrás e quase esmagava um dos agentes da PSP contra o carro-patrulha.

Publicidade
Publicidade

Posteriormente colocaram-se em fuga. Durante a fuga, tentaram ainda atropelar um segundo agente que tinha ido em socorro do colega. Esse agente foi atingido de raspão e atirado ao chão. Da intervenção resultaram então dois polícias feridos.

Tal como o Correio da Manhã avançou na sua edição de quarta-feira (1 de Fevereiro), os polícias, para se defenderem dos #fugitivos que os tentavam atropelar, dispararam cinco tiros para os pneus da viatura em fuga. Mas os dois suspeitos não se intimidaram com os disparos e prosseguiram a fuga. Pouco tempo depois abandonaram a viatura em Polima, a três quilómetros do supermercado, onde foi encontrada. A viatura tinha sido furtada a 14 de Janeiro, em Cascais.

Os dois agentes da PSP foram assistidos devido aos ferimentos, mas uma vez que os mesmos eram ligeiros, não necessitaram de ser assistidos a nível hospitalar.

Publicidade

Actualmente, a PSP já se encontra a investigar o caso para tentar apurar as responsabilidades e conhecer toda a verdade dos factos.

Novamente, os agentes da PSP foram obrigados a recorrer ao uso das armas de fogo para se defenderem, uma vez que a segurança e a vida dos mesmos estavam ameaçadas e em risco. E novamente se verificaram os riscos e a perigosidade que todos os polícias enfrentam no cumprimento do dever, e até mesmo fora dele. Porque até mesmo quando estão de folga eles correm riscos. #PerseguiçãoPolicial