Os vulgarmente denominados "#Patrulheiros" são os agentes da Polícia de Segurança Pública (#PSP) e militares da Guarda Nacional Republicana (#GNR) que realizam patrulhas, sendo que na verdade são para todos os cidadãos uma espécie de anjos da guarda. E poderemos considerá-los assim, uma vez que tudo fazem para que todos nós possamos andar sem medo e em segurança.

Publicidade

São os que independentemente de fazer frio, calor, sol ou chuva vão para a rua cumprir a missão deles. São os que nos protegem 24 horas por dia nas ruas, nas esquadras, nos aeroportos, nos hospitais e em todos os outros lugares onde a presença deles é necessária..

Publicidade

Os patrulheiros andam quilómetros todos os dias, muitas vezes sem parar ou descansar. E, na maior parte das vezes, trabalham longe de casa e distantes de quem amam. Protegem toda a gente e tudo fazem para assegurar a segurança de todos. Eles combatem o crime e a criminalidade, e protegem toda a sociedade do perigo, da violência e da desordem, dando até a própria vida se necessário for para nos protegerem e salvarem.

Perseguindo os fora da lei, eles fazem corridas mesmo contra o tempo. Arriscam a vida e enfrentam riscos que nem imaginamos no combate ao crime. Mas fazem-no sempre com determinação, são destemidos, têm coragem e especialmente sangue frio, sobretudo nas ocasiões consideradas mais perigosas.

Durante as suas missões são constantemente apanhados no meio de tiroteios e desordens graves, e é nesses momentos iniciais que muitas vezes dependem somente deles próprios, antes da chegada de reforços. Chegam muitas vezes a ser agredidos, baleados e até mesmo mortos em serviço..

Publicidade

Quando em diversas situações os patrulheiros não têm reforços, ou os mesmos estão distantes ou podem demorar a chegar, eles nunca viram costas às ocorrências. Enfrentam-nas com coragem e determinação, tentando sempre fazer o melhor e o mais acertado em cada situação. E muitas das vezes quando o apoio finalmente chega já tudo está minimizado ou mesmo controlado.

No dia a dia, eles veem coisas que nós nem sonhamos, eles protegem até quem nem merece, eles ouvem coisas que nunca deveriam escutar e são desrespeitados e ofendidos enquanto cumprem apenas o seu dever. Eles são representantes da ordem e da lei e dão a vida pelas instituições que representam (a PSP e a GNR). E se a PSP tudo faz "Pela Ordem e Pela Pátria", a GNR faz "Pela Lei e Pela Grei", sendo que ambas são as nossas maiores forças de segurança.