Foi no passado dia 1 de Outubro, que um agente da Polícia de Segurança Pública (PSP) da esquadra do Bairro Alto, foi barbaramente agredido. Tudo aconteceu no jardim do alto de Santa Catarina, conhecido como "Adamastor". A ocorrência volta a ser notícia agora que um vídeo com essa mesma agressão começou a circular nas redes sociais, e tem sido amplamente partilhado e divulgado.

O agressor é um homem de 44 anos, que já se encontrava referenciado pelas autoridades por outras #agressões igualmente a agentes de autoridade. Alegadamente, já conta com aproximadamente vinte processos por agressão, sendo cinco deles contra os agentes da autoridade.

Publicidade
Publicidade

O agressor tornou-se violento após os dois agentes da PSP o terem abordado. Os agentes de autoridade deslocaram-se ao local da ocorrência após uma queixa de que o suspeito estaria a incomodar os transeuntes e a colocar em causa a ordem pública. O polícia agredido encontrava-se acompanhado por uma colega, que interviu na situação para o ajudar, acabando ambos por posteriormente conseguirem imobilizar e deter o agressor, e transportá-lo para a esquadra.

Entretanto, o caso já seguiu para inquérito e encontra-se em averiguações para que sejam apurados todos os factos. O agressor já foi ouvido por um juiz de instrução e terá sido libertado com a aplicação de uma medida de coação menos gravosa, o termo de identidade e residência.

Segundo avançado pelo Expresso, o agente da PSP agredido, devido à natureza das lesões sofridas, teve mesmo que receber tratamento hospitalar.

Publicidade

Sofreu escoriações nos braços e na mão direita, e ficou com uma orelha rasgada. Apesar de não ter ferimentos graves, encontra-se ainda com baixa médica.

Mais uma agressão contra agentes da PSP aconteceu, e uma vez que o agressor já tem um passado de agressões a agentes policiais, ficando claro que se o mesmo já tivesse sido devidamente punido e condenado por tais actos num tribunal, talvez esta agressão não tivesse acontecido. As agressões a elementos das forças de segurança continuam, cada vez mais graves e mais violentas e sem fim à vista. A segurança dos próprios polícias é fundamental, porque se eles não estão em segurança, como poderão eles nos manter seguros a nós cidadãos?

O Ministério da Administração Interna (MAI) já terá condenado todos os episódios de violência contra as forças policiais, e o próprio ministro garantiu que vão acontecer reuniões com os sindicatos da PSP. #policias #sociedade