Se o Natal já foi frio, a passagem de ano promete ser gelada. À imagem do que foi todo o mês de Dezembro, na próxima semana o termómetro vai descer ainda mais: temperaturas negativas vão ser registadas nalgumas regiões do país. Não chove, mas o frio glaciar está de volta para atormentar todo o território português e marcar a passagem de ano na próxima quarta-feira. Aquecedores, mantas, lareiras ou - num tom mais festivo - álcool poderão ser as melhores soluções para combater as baixas temperaturas.

Ao início da tarde, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) informou que, na próxima semana, irá se verificar uma descida acentuada de temperaturas, com o céu pouco nublado ou mesmo limpo, e a possibilidade de formação de geada e vento forte. O Norte vai ser a região do país mais afectada, chegando mesmo a registar temperaturas negativas. O caso mais crítico será o distrito da Guarda com as temperaturas mínimas mais baixas em todo o país.

O tempo vai ser de bater o dente e as expressões "Em casa é que está bem" vão ser ouvidas com regularidade. De facto, o IPMA prevê temperaturas mínimas a rondar os zero graus para a região interior e os quatro graus para as regiões do litoral do país. Na passagem de ano, Porto e Lisboa não devem registar temperaturas negativas, mas não estarão muito longe disso. Com o frio é necessário tomar precauções, principalmente para as faixas etárias mais vulneráveis, como crianças e idosos, a fim de evitar situações problemáticas e perigosas. A utilização de roupa adequada e o evitar do contacto desnecessário com o frio são alguns dos procedimentos básicos a serem tomados e aconselhados pela instituição.

Apesar do frio rigoroso, este não deverá ser impeditivo para comemorar a chegada do novo ano, como manda a tradição. A festa estará garantida e muito fogo de artifício já estará pronto e à espera da noite de quarta-feira para iluminar e colorir o céu. Se quiser evitar por completo o frio, as televisões portuguesas garantem um animado serão de passagem de ano com programas especiais, como já é habitué. O importante é entrar com o pé direito no novo ano e não dar muita importância ao frio. Porque, o Inverno acabou de chegar e, para quem goste ou não goste, o frio vem-lhe associado.

#Ambiente #AnoNovo2016