No dia 16 de Fevereiro de 2015, à noite, Sandra Marques, jovem de 21 anos, desapareceu em Ourense, Espanha. As autoridades espanholas, após 5 dias do alerta do desaparecimento da portuguesa, encontraram o corpo da jovem portuguesa nas margens do rio Minho. Sandra Marques era licenciada em Serviço Social na Escola Superior de Educação (ESE) de Castelo Branco, tendo concluído em 2014. A jovem portuguesa vivia em Ourense, numa casa que partilhava com três jovens espanholas, e estava a fazer um estágio Erasmus de seis meses. O seu regresso a portugal estava previsto para o dia 25 de Março, altura em que acabaria o seu estágio.


A mãe da vítima disse que Sandra Marques estava desaparecida desde dia 16 de Fevereiro, data do último contacto de Sandra à família. A Sandra disse "que ia jantar a casa de uma amiga e que depois se contactavam de novo", adiantou a mãe da estudante. A jovem estava "um pouco desanimada" e "queria desistir do estágio", estágio esse que estaria a fazer ao abrigo do programa Erasmus. O pai da jovem confirmou a morte da filha, reconhecendo o corpo. Jorge Marques desconhece as razões da sua morte, esperando assim por detalhes. Ainda assim espera transportar o corpo para Portugal, mais propriamente para a sua terra natal, Ninho do Açor em Castelo Branco.


Os pais da vítima estão completamente destroçados e estão a ser acompanhados por psicólogos da proteção civil espanhola. A academia da Escola Superior de Educação de Castelo Branco, onde Sandra Marques concluiu a sua licenciatura, anunciou 3 dias de luto em sua memória. A partir do momento em que a estudante foi dada como desaparecida, as autoridades espanholas iniciaram uma operação focada na busca da jovem. Sem grande êxito, só hoje, dia 23, o corpo foi encontrado sem vida junto ao rio Minho.


A Polícia Espanhola de Ourense confirma à agência Lusa que, desde segunda-feira, decorre uma investigação para apurar as causas do desaparecimento da jovem portuguesa. Até à data não há confirmações sobre a causa da morte da jovem, esperando-se detalhes por parte das entidades policiais.