No passado dia 20 de Fevereiro, na localidade de Sarzedo, concelho de Moimenta da Beira em Viseu, uma idosa de 74 anos dita como "sociável" foi encontrada morta num contentor do lixo. Esta idosa, de seu nome Esmeralda Jesus, estava desaparecida desde as 17h00 do dia 19, de acordo com a GNR. Ao que se sabe foram duas das suas filhas, enquanto a procuravam, que repararam que no exterior de um contentor estava um pequeno rasto de sangue, situação verdadeiramente estranha. Depois de chamada para averiguar a situação, a GNR deparou-se com um cenário macabro, uma vez que dentro do contentor do lixo estava a idosa "coberta de sangue, com um saco na cabeça e outro saco com os seus chinelos atado ao pulso."

Segundo a família, Esmeralda Jesus padecia de Alzheimer, pelo que pensavam que a doença teria sido o motivo pelo qual a idosa estaria desaparecida. Mas tal nunca havia acontecido, por isso mais estranho era ainda. As buscas da GNR durante o dia 19 foram longas, mas não conseguiram obter qualquer resultado até à descoberta do corpo no contentor do lixo. A Polícia Judiciária foi chamada ao local para investigar este caso e tudo aponta para que tenha ocorrido um homicídio.

Os vários indícios demonstram que a idosa terá sido estrangulada até à morte sem poder resistir e, posteriormente, terá sido colocada no contentor e coberta com sacos do lixo, já morta. Não obstante, outros indícios recolhidos mostravam que a vítima provavelmente estaria alcoolizada e que teria sofrido um roubo bastante violento capaz de a matar de imediato. Segundo consta, a idosa tinha duzentos euros que desapareceram e, por isso, a família pensa que o dinheiro tenha sido o motivo do roubo e, consequentemente, do homicídio. O corpo da vítima apresentava sinais de agressão violenta e estrangulamento.

Quanto ao momento da ocorrência, a polícia interrogou os habitantes do concelho, mas ninguém viu ou ouviu qualquer alarido, nas casas mais próximas, nem durante o dia nem durante a noite. Suspeita-se, assim, que este ato tenha sido cometido por pelo menos duas pessoas, com um cadastro já evidente e talvez procuradas pela polícia. As autoridades presumem que este caso tenha ocorrido durante a madrugada, enquanto toda a família e população da zona estaria a dormir, talvez já mesmo para não causar qualquer tipo de alarme.

A família ficou totalmente chocada com a crueldade de quem fez isto e ainda se está a tentar consciencializar do que aconteceu. Esmeralda Jesus, apesar da sua doença, era uma pessoa alegre e estava feliz com os seus oito filhos e com o seu companheiro. Um dos seus filhos, incrédulo com a situação, afirmou "nem a um animal isto se fazia. A minha mãe nunca tinha desaparecido e deitava-se sempre cedo. Queremos justiça e que quem fez isto pague pelo mal que está a causar.", frisou. Já o companheiro da idosa acrescentou: "Eu ainda não acredito que isto aconteceu, ela não merecia esta crueldade".

A Polícia Judiciária vai continuar a investigar este caso nos próximos dias, até obter provas concretas e claras sobre o que aconteceu. Ao que se sabe a autópsia realizou-se no passado dia 21.