A Polícia Judiciária deteve, esta terça-feira, Paulo Pereira Cristovão, ex-inspetor da PJ e ex-vice-presidente do Sporting. Além de Paulo Pereira Cristovão, foram detidos mais 2 indivíduos. Segundo o comunicado emitido pela PJ, os 3 detidos são suspeitos de "prática dos crimes de associação criminosa, sequestro, roubo qualificado, usurpação de funções, abuso de poderes e detenção de armas proibidas." Os três homens serão apresentados amanhã ao juiz Carlos Alexandre, para inquérito judicial e aplicação das respetivas medidas de coação.

O comunicado adianta também que em meados do ano passado já tinham sido detidos 12 suspeitos por prática dos mesmos crimes.

Publicidade
Publicidade

Desses 12 suspeitos, 8 ficaram detidos, entre os quais 3 agentes da PSP, e os outros 4 estão obrigados a apresentações periódicas. A informação da PJ revela que se trata de uma organização criminosa cujos elementos roubavam residências, fazendo-se passar por agentes da polícia com ordem judicial para fazer buscas domiciliárias, usando por vezes a própria farda. Os crimes eram violentos, sendo efetuados com recurso a armas, terminando no roubo e sequestro das vítimas, algumas das quais foram também agredidas fisicamente. As ações criminosas terão ocorrido nos distritos de Setúbal e Lisboa. A PJ afirma ter efetuado "8 buscas domiciliárias e não domiciliárias" para recolha de provas.

Paulo Pereira Cristovão, um dos detidos, não participaria diretamente nos roubos, sendo suspeito de ser um dos mentores dos crimes, de marcar as vítimas, por saber que possuíam bens valiosos, e também de fornecer informações sobre as mesmas.

Publicidade

Segundo a TVI, um dos outros detidos é 'Mustafá', membro da direção da claque Juve Leo.

Paulo Pereira Cristovão tem 45 anos e integrou a Polícia Judiciária em 1990, onde trabalhou até 2006. Durante esse período investigou vários crimes, alguns dos quais associados a organizações criminosas. Em 2009, foi candidato à presidência do Sporting Clube de Portugal, tendo perdido a eleição contra José Eduardo Bettencourt. Em 2011, integrou a lista de Godinho Lopes e foi eleito vice-presidente do seu clube. São da sua autoria os livros "A estrela de Madeleine" e "A estrela de Joana". #Justiça #Crime