A Polícia de Segurança Pública (PSP) e a Guarda Nacional Republicana (GNR) detiveram mais de 480 pessoas em todo o país durante o fim-de-semana, segundo informaram os respectivos comandos. Entre as 7 horas de sexta-feira, dia 13, e as 7 horas de hoje, segunda-feira, dia 16, a PSP realizou uma operação em todo o país. A operação resultou na detenção de 303 pessoas e na apreensão de 4.196 doses de estupefacientes, como haxixe (1.463 doses), cocaína (2.629 doses) e cannabis (71), para além de três de anfetaminas.

Num comunicado, aquela força de segurança sublinhou a efectivação de 24 detenções por tráfico de droga, 16 por resistência e coacção sobre funcionário, 23 por furto/roubo, 13 por posse ilegal de arma, 5 por permanência ilegal em território nacional, 4 por violência doméstica e uma por rapto, violação e tentativa de homicídio (ocorrida em Ponta Delgada, nos Açores).

Publicidade
Publicidade

No decorrer daquela mesma operação, a polícia apreendeu 13 armas de fogo, 10 armas brancas, 3 bastões e uma arma eléctrica. De referir que no total da semana, a mesma força de segurança deteve em Portugal 684 pessoas, tendo apreendido dezenas de armas, entre as quais 23 de fogo e 27 brancas.

Por sua vez, a GNR anunciou que deteve 179 pessoas no âmbito das diversas operações de combate à criminalidade e de fiscalização rodoviária levadas a efeito durante o fim-de-semana, em todo o país. Os resultados revelados pela Guarda consistem na detenção de 98 cidadãos por condução sob o efeito de álcool, 21 por condução sem habilitação legal (carta de condução), 11 por tráfico de droga, 5 por furto, uma por violência doméstica e uma outra por ofensas à integridade física.

Quanto a estupefacientes, os militares da GNR apreenderam 84 doses de heroína, 8 de cocaína, 534 de haxixe, dois selos de LSD, 133,8 gramas de cannabis, uma arma de fogo e outra branca, várias munições e quilos de artefactos pirotécnicos.

Publicidade

Foram ainda registados 2.240 autos de contra-ordenação. Na área do trânsito, a GNR refere, em comunicado, que fiscalizou mais de 7,400 condutores tendo detectado mais de 2.200 infracções, das quais 232 correspondentes à condução sob o efeito de álcool no sangue e 1.226 de excesso de velocidade. #Crime