A histórica vila do Pinhão acordou hoje em choque com a notícia de um violento #Crime, numa pastelaria no centro da localidade, que resultou num morto e num ferido em estado muito grave. Tudo começou por volta das 7 horas, quando um homem armado se dirigiu à pastelaria Princesa do Douro, junto à estação de caminhos-de-ferro e disparou contra duas das funcionárias, pondo-se depois em fuga. As jovens de 21 e 22 anos eram primas e uma delas, Marta Nogueira, namorada do agressor. A jovem terá tentado pôr um ponto final na relação na véspera da tragédia, situação que não terá sido bem aceite pelo namorado, de 38 anos, natural de Baião e que terá mesmo levado as duas jovens a pernoitar fora de casa, alegadamente com medo de um eventual confronto.

Publicidade
Publicidade

Pela manhã, à hora de abertura do estabelecimento, o homem, munido de uma arma, dirigiu-se ao local de trabalho das jovens, tendo disparado dois tiros mortais sobre Joana Nogueira, prima da namorada. A outra vítima terá ainda tentado fugir pelas traseiras do estabelecimento, mas acabou também por ser baleada na zona da cabeça. Alertados pelos tiros, alguns populares dirigiram-se ao local e chamaram as autoridades. À chegada dos bombeiros, cujo quartel se situa nas imediações do local do crime, Joana estava já sem vida.

A prima foi assistida no local pelo INEM, transportada para o Hospital de Vila Real e daí, dado a gravidade do seu estado, para o Hospital de Santo António, no Porto, onde se encontra no serviço de neurocirurgia com prognóstico muito reservado. Entretanto, o autor dos disparos, que num primeiro momento se tinha posto em fuga, acabou por entregar-se às autoridades em Vila Real.

Publicidade

Já nas instalações da polícia, o homicida confessou ser o autor dos disparos e ter atirado a arma do crime ao rio.

Conhecidos das jovens relatam que o clima entre o casal era tenso, o que reforça a teoria de se tratar de mais um crime passional. O agressor encontra-se detido e será presente amanhã, quinta-feira 16, ao tribunal de Alijó. a namorada Marta Nogueira continua a lutar pela vida, esperando-se para breve uma atualização por parte do Hospital sobre o seu estado clínico.