A corporação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior (BVRM), do distrito de Santarém, salvou um cão que se encontrava preso num tubo de águas pluviais e a cerca de 50 centímetros abaixo do solo. A situação ficou registada em vídeo que é já sucesso das redes sociais.

A história, que envolve o desaparecimento de um cão e que pode ter estado afinal preso debaixo do solo e enfiado no tubo, remonta à passada semana de abril.

Tudo começou quando a Associação Humanitária dos BVRM recebeu um telefonema com alerta e pedido auxílio para a zona industrial daquela cidade, junto à empresa Maiorcolor, por suspeitas de um cão estar preso num tubo debaixo do solo.

Quando a equipa de bombeiros destacada chegou ao local, confirmou as suspeitas e encontrou um cão em agonia. Depois analisada a situação foi possível concluir que o cão estava preso nos tubos que fazem funcionar o saneamento básico daquela área.

De imediato se procedeu a um conjunto de manobras para salvar o cão, tendo os bombeiros efectuado todos os esforços para desencarcerar o animal. A missão, depois de uns longos minutos, foi concluída com sucesso. O animal, esse, não apresentava ferimentos visíveis a olho nu e foi deixado em liberdade por não se conhecer a pertença do animal.

Segundo Célia Pereira, chefe dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior, e que estava a liderar a equipa de intervenção que fez o resgate, o cão ainda comeu e bebeu ao pé dos bombeiros, mas depois seguiu o seu caminho para não voltar a ser visto.

No entanto, no passado dia 22 de Abril, e depois de ver o vídeo do salvamento na rede social Facebook, o dono do animal contactou os bombeiros de Rio Maior agradecendo o salvamento do "Buddy", assim está batizado, informando ainda que o cão regressou a casa que fica a cerca de 200 metros do local onde ficou preso.

O Buddy, segundo o dono, encontra-se em perfeito estado de saúde, depois de estar cinco dias desaparecido, embora se desconfie depois deste insólito mas feliz episódio, que estava preso no tubo há alguns dias. #Animais #Curiosidades