O Lince Ibérico é uma espécie em vias de extinção. Há cerca de mês e meio foi libertada em Mértola, no Alentejo, uma fêmea na esperança que a reintegração na #Natureza consiga salvar a espécie. Infelizmente, o animal apareceu morto duas semanas depois. Segundo comunicação do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (quase um mês depois da sua libertação e morte), foram apurados os dados da autópsia e veio a descobrir-se que a morte resultou de um envenenamento. A necropsia animal foi realizada pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa. Os resultados dos exames e análises efectuadas não deixam dúvidas, mas o comunicado não esclarece qual o veneno identificado nem acrescenta nenhuma explicação.

Em todo o caso, existem várias hipóteses para o que poderá ter acontecido, sendo uma delas e a mais acreditada é que o animal tenha sido vítima de caça ilegal, pois uma prática que ainda persiste em Portugal é a de matar predadores como saca-rabos ou raposas com veneno colocado em pedaços de carne. Na maioria das vezes acabam por ser mortos outros #Animais incluindo de estimação. Os responsáveis pelo controlo e reintegração dos linces contam em entrevista ao jornal Público que os aparelhos de monitorização deixaram de dar sinal de um momento para o outro sem que se tivessem apercebido de algum tipo de problema ou doença. #Crime



Mas apesar de tudo ainda há esperança! O programa de reintrodução de linces ibéricos ainda não está perdido. Foi confirmado que ainda estão quatro linces à espera de libertação e existe um programa contra a utilização de venenos chamado "Programa Antídoto", para combater o uso ilegal de venenos.
Está também a ser movida uma operação com a colaboração da GNR para que exista haver mais controlo da utilização de venenos em todo o país. Um dos grandes objectivos é sensibilizar as populações do impacto que pode ter a sua utilização. A área onde serão libertados os próximos animais é uma área protegida, para que haja sucesso na sua entrada na natureza sem futuros problemas. Ainda assim, qualquer exemplar liberto vai ter uma coleira para que os seus dados sejam controlados.